• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-23---s---avai---tecnico-silas-foto-rubens-flores-30nov09

Silas ainda não definiu futuro, mas o Grêmio pode ser o destino

A confirmação da saída do técnico Silas do Avaí instalou a indústria da boataria na Ressacada. A pergunta que todos fazem é: quem será o próximo técnico do Avaí? Pra muitos, pouco importa. O que é preciso saber mesmo é se o cara vai ter competência pra seguir o caminho de vitórias trilhado por Silas nas duas últimas temporadas.

A reportagem tentou apertar de tudo quanto foi jeito o presidente João Nilson Zunino, mas ele não dá pistas. Cita uma lista longa e lembra que o Avaí já lançou vários treinadores, como Cuca e Roberto Cavalo. A resposta, talvez, no dia 10 de dezembro. Mas Zunino deixa escapar um nome. ?Nesse perfil entra o Jorginho, não há dúvida. Mas eu não tô dizendo isso. Ainda não fizemos contato com ele?, garante o presidente.

Zunino prefere não falar quem integra a lista, mas Péricles Chamusca, Wagner Mancini e o próprio Jorginho são os mais cotados. ?Temos pelo menos meia dúzia de treinadores em quem estamos pensando. Podemos ter na ponta o Murici Ramalho e o no final o Jorginho. Pensar não é nada. Mas há valores que vão além daquilo que podemos fazer. Qualquer treinador que vier para o Avaí não fugirá do compromisso e muito menos nós da nossa responsabilidade de honrar nossos compromissos financeiros?, despista Zunino, que deseja a Silas, a quem considera um grande amigo, toda a sorte do mundo. ?Não damos tchau a ele e sim um até breve?.

Avaiano até morrer!

Após o jogo contra o Santos, Silas percorreu o gramado do estádio da Ressacada. Numa cena inédita no futebol nacional, agradeceu o apoio do torcedor. Depois, recebeu da diretoria do Avaí uma festinha de despedida. ?Eu só tenho a agradecer tudo o que aconteceu aqui. Antes do jogo estava apreensivo porque não sabia qual seria o comportamento do torcedor em relação a mim. Mas como eu sempre disse, o torcedor do Avaí é inteligente e sabe que eu não estou indo embora por causa de dinheiro. Saiu tanta bobagem que até ofende a inteligência da gente?, revelou.

Apesar de dirigentes do Grêmio terem passado o fim de semana em Floripa, Silas diz que o papo não foi conclusivo. ?Não tenho nada acertado. Só não tô desempregado porque meu contrato vai até 31 de dezembro?.

Sobre fazer parte da história do Leão, Silas lembra que isso é fruto de muito trabalho e dedicação de um grupo empenhado em fazer o melhor pelo clube. ?O Avaí vinha muito machucado por quase ter caído para a terceira divisão. Andava de cabeça baixa pelo Figueirense estar há sete anos na série A. Hoje estou feliz por ter feito parte de um trabalho e ter ajudado a mudar a vida de pessoas que andam com a cabeça erguida e têm orgulho de ser avaianos?, conta.

Silas acredita que sempre terá as portas da Ressacada abertas. ?Reputação é diferente de dignidade. Reputação é o que as pessoas pensam de você. Dignidade é o que você é. Eu disse isso aos jogadores na semana passada. O conceito que eu tive a meu respeito sempre foi maior do que as outras pessoas tiveram de mim. Por isso eu deixo o Avaí de cabeça erguida, pela porta da frente e tendo a plena certeza que eu não fiz nada ou cometi algum erro por deslealdade. Posso ter errado na fórmula, mas nunca na honestidade. Amo cada uma das pessoas que estiveram comigo e sou um avaiano para sempre?, encerra o treinador.

  •  

Deixe uma Resposta