• Postado por Tiago

Como o falatório sobre a mirabolante obra do novo centro pra mini-malacos tomou quase toda a manhã, os 12 membros da comissão de segurança não cumpriram o seu objetivo inicial, que era debater sobre a obra da penitenciária, que tá sendo feita a passos de tartaruga entre as cidades de Itajaí, Balneário e Camboriú. Nenhuma proposta nova foi apresentada pra agilizar os trampos por lá.

Apesar da lerdeza, o presidente da federação dos Conselhos Comunitários de Santa Catarina (Feconseg), Valdir de Andrade, acredita que as reuniões tão surtindo efeito. O bagrão disse que a comissão formada em 8 de julho conseguiu fazer com que as obras fossem retomadas, já que estavam estacionadas por falta de acordo entre o governo do estado e a Caixa, que libera a verba pra construção.

Valdir afirma que o próximo passo do conselho é continuar a pressionar o governo da Santa & Bela a terminar a obra até o ano que vem. “Agora a obra avançou. Conseguimos fazer com que eles [os políticos] saiam dos gabinetes e venham pras ruas”, disse. A equipe ainda irá buscar implantar um projeto de laborterapia [tratamento através do trampo], pra que os presos tenham uma ocupação enquanto ficam enjaulados.

PINDAÍBA ESTATAL

“Teremos que buscar a união pra, se possível, conseguir uma verba através do governo federal, pois o Estado diz que não tem dinheiro e os municípios têm menos ainda”

José Carlos Hannibal (PP), vereador de Balneário Camboriú e membro da comissão de segurança

  •  

Deixe uma Resposta