• Postado por Tiago

Três traficas que tavam aprontando na região da Grande Florianópolis foram enjaulados na quinta-feira. Um deles é Ricardo Torres Rodelo, conhecido como Kaká, 29 anos, que lidera um esquema de tele-entrega de porcaria nas regiões do Campeche, Rio Tavares e Lagoa da Conceição, na capital manezinha. Sobrou também pro Bruno Henrique Grippa, 27, e Leandro Moreno da Silva, 22, que faziam a correria no mundo do tráfico.

Os tiras da depê da Lagoa foram informados sobre o disque-drogas que tava funcionando numa buena na região, e passaram a investigar os passos de Kaká. Os tiras colaram no traste, que recebeu o teje preso quando fazia uma entrega de maconha num cliente que o esperavana localidade conhecida como Porto da Lagoa. O cara tava premiado com um pouco de erva do capeta e duas buchas de cocaína.

Os policiais foram até a casa do Kaká, onde encontram mais 800 gramas de maconha, 45 gramas de cocaína, uma pistola calibre 7.65, três carregadores, 16 balas, balança, material para embalar a droga e R$ 900. Bruno e Leandro tavam dando bobeira na baiuca e também acabaram guentados.

As investigações da polícia indicam que a dupla trabalhava pra Kaká no transporte e entrega das porcarias. O trio não tinha antecedentes criminais, mas estreou ficha no livro da polícia por tráfico e associação ao tráfico, e já tão guardados no cadeião do Estreito.

Vadio preso na Palhoça

Na Palhoça, a polícia militar grampeou Adilson Adriano da Silva, o popular Juca Bala, 39, acusado de tráfico de drogas. Os milicos foram até a Guarda do Cubatão onde encontraram 70 gramas de cocaína enterradas na casa do Adilson e mais um torrão de maconha.

Navegantes

Everaldo Ribeiro de Lima, 27 anos, e Eli Pires dos Santos, 29, foram presos na madrugada de ontem com 28 pedras de crack. O casal tava traficando a porcariada próximo de uma vala da BR-470, no bairro São Domingos, em Navega. Quando viu os meganhas, a muié ainda tentou esconder duas pedras de crack na boca, mas não deu certo e foi guentada pelos policiais.

  •  

Deixe uma Resposta