• Postado por Tiago

Um maluco descontrolado invadiu o gabinete do prefeito Jandir Bellini (PP) e armou o maior barraco no início da tarde de ontem. O doidivanas só parou quando os barnabés, que ficaram com os zolhos esbugalhados com o furdunço, chamaram a polícia militar. Clóvis Schrader, 43 anos, não contou aos milicos e nem ao secretário do prefeito, o que queria falar com o Jandir, mas pelo tamanho do bafão, boa coisa não era.

O barraco foi armado por volta das 13h30. Quem presenciou a cena disse que Clóvis não falava coisa com coisa. Visivelmente perturbado, ele chegou até o corredor que dá acesso às salas dos abobrões, aos gritos de que queria ter uma conversa com o prefeito Jandir. A secretária do homi e mais alguns guardinhas tentaram acalmar o cara, que batia nos vidros das salas fechadas e gritava pelo capo da city peixeira.

Quem tentou conversar com ele, disse que o maluco não soube explicar que assunto queria tratar com o prefeito. Como ninguém conseguiu dar um basta nos berros de Clóvis, o pessoal da prefa chamou a PM pra dar jeito na situação. Os milicos tiveram o maior trabalhão pra levar Clóvis pra fora do paço municipal. Os PMs contaram que Clóvis parecia estar bebaço e falava que ia botar um bomba na prefeitura.

Clóvis foi levado à 2ª depê, onde, segundo os policiais, não parecia estar bêbado. Como não prestou depoimento, os tiras não souberam informar o que Clóvis queria falar com o prefeito. Foi marcada uma audiência para o próximo dia dois, às 9h15, quando Clóvis responderá um termo circunstanciado por perturbação do sossego.

Têm problemas

O chefe de gabinete do prefeito, Edison D´Ávila, garantiu que esta foi a primeira vez que Clóvis pintou na prefeitura. Edison contou que recebeu informações de que o maluco é paciente do Centro de Apoio Psicossocial (CAPS II) e recebia atendimento pra dependentes químicos. O chefe do gabinete disse que entrou em contato com a secretaria da saúde pra saber da situação do coitado e tentar ajudá-lo.

  •  

Deixe uma Resposta