• Postado por Tiago

Polícia acredita que bandidos tavam de zóio no bate-coxa há um tempão

A madrugada de ontem foi de terror pra dona do Clube Z, de Balneário Camboriú. A mandachuva do rala-coxa, N.M.F., 50 anos, foi rendida por dois malacos armados quando subia o morro do Boi, na BR-101. Os trastes roubaram quase R$ 8 mil, o lucro todinho da noitada do festerê de véinhos. Durante o ataque, os putos deram tiros na caranga e até bateram na vítima.

Era quase meia-noite quando a madame foi abordada pelos vagabundos. Ela seguia em direção a Itapema, a bordo da Blazer, placa MAP 8992 (Brusque), quando tomou um tirombaço no pneu da frente. Outro disparo acertou o para-choque traseiro.

Os tiros partiram de uma caranga vermelha que encostou ao lado. Na carona do carro um malandro armado a mandou parar no acostamento. Como tem amor à vida, a muié seguiu a instrução do malencarado. Os dois bandidos maquinados anunciaram o assalto e a mandaram passar o dindim do clube.

Sem pensar duas vezes, N. abriu a mão e passou os R$ 7,8 mil em grana que tinham sido arrecadados na festa que rolou no clube na noite anterior. Os assaltantes ainda roubaram uma bolsa com documentos, cartões de banco e três celulares. Um dos pilantras ficou nervoso e até agrediu à vítima. Deu uns apertões no braço da coitada e a mandou passar mais dindim.

Só após terem comprovado que a mulher já tava sem um tostão furado, os trastes resolveram fugir. Antes de simandarem, pegaram a chave da caminhonete e fugiram em direção a Itapema. Pra dona do clube restou apenas chamar a polícia e pedir ajuda.

Ontem de manhã, ela passou pelo exame de corpo de delito por causa das marcas deixadas em seu braço. A equipe do DIARINHO procurou o pessoal da casa, mas ninguém quis comentar o assunto. Informaram apenas que dona N. está muito abalada e não quer falar sobre o crime.

Os tiras desconfiam que a vítima tava sendo manjada pelos assaltantes há um tempão, já que eles foram secos na grana do clube. A polícia civil vai abrir um inquérito pra tentar identificar os bandidos.

Carro suspeito

Quase duas horas depois os milicos encontraram o carro usado pelos malencarados pra meter o assalto. Uma baratinha em rondas encontrou o Gol, placa CDJ 7398 (União da Vitória), vermelho, abandonado na avenida Domingos Fonseca, no Estaleiro, pertinho do local onde rolou o ataque. O possante foi furtado há pouco mais de um mês. Pros homisdalei, a caranga foi largada ali logo depois do crime.

Assaltante preso

A bandidagem não sossegou no fim de semana. Pelas 17h30 de domingo, a casa caiu pro Edmilson Rodrigues dos Santos. O cara foi e preso acusado de meter um assalto na avenida Governador Celso Ramos, perto da Âncora, em Porto Belo. O cabra é suspeito de ter apontado uma arma pra cabeça de T. B. G., 15, que caminhava pela rua, e de quem roubou um celular, um MP5 e fugiu diapé. Os meganhas foram chamados e fizeram rondas. Encontraram Edmilson num ponto de ônibus tentando vender pra um cara, de nome não divulgado, a geringonça que toca música. A vítima reconheceu o assaltante e ele foi mandado pra trás das grades. A arma não foi encontrada.

  •  

Deixe uma Resposta