• Postado por Tiago

A Josielma Lessa, 38 anos, dona da Sinap Motos, tá cabreira com o pessoal do centro Integrado de Trânsito (Citran) de Navegantes. Ela diz que a responsável pela expedição de documentos das cabritas tá fazendo corpo-mole. A documentação chega a demorar 10 dias pra chegar. “Meus clientes, assim que compram as motos, não querem saber de esperar, ele querem logo andar nos veículos”, bufa Josielma.

A comerciante vende cerca de 60 motocas por mês na sua loja, que fica na avenida José Francisco Laurindo, no São Domingos. “O Citran já está prejudicando as minhas vendas com a demora da documentação. Já registrei uma reclamação da 1ª delegacia de Itajaí, já falei com o prefeito Roberto Carlos de Souza e agora conversei com a delegada Tatiana (Bressane) sobre a situação” conta.

No Citran dão várias desculpas, diz Josielma. As alegações vão desde falta pessoal até que a responsável pelo setor tá viajando. Num outro dia, alegaram que a bagrona do órgão tava num curso e no outro falaram simplesmente que ela tava cansada pra assinar os documentos.

Chefona do Citran nega demora

Regiane Nizer, chefona do Citran, disse que tem falta de gente pra trampar e que ela chega a verificar 700 documentos por mês. Mas garante que não tem corpo mole pra liberação da papelada. “Não tenho conhecimento da demora, e se isso acontece, é problema com o despachante. Além de que o Detran não determina prazo pra entrega de documentos”, afirmou.

  •  

Deixe uma Resposta