• Postado por Tiago

A dona justa carcou pra cima das lojas do Ponto Frio uma ordem pra que informe aos seus clientes, bem direitinho e com letras grandes, qual é o prazo à vista da mercadoria, o total do valor a prazo, o número de parcelas e quanto custa cada prestação. Também terão que informar a taxa de juros ao mês e outros encargos que a empresa bota pra cima do carnê do cliente. Se a Ponto Frio dar uma de esperta, corre o risco de levar no lombo uma multa de R$ 50 mil a cada vez que for flagrada descumprindo a ordem.

A decisão foi em caráter liminar. Ou seja, antes de julgar a ação, o juiz da fazenda pública de Forianópis carcou a determinação, pra evitar que o consumidor seja prejudicado pela empresa.

A ação foi movida pelos promotores de justiça da capital manezinha, que já haviam ganho uma liminar igualzinha contra os magazines Luíza. Os ministério público alega que as lojas descumprem a lei ao não darem ao consumidor o direito à informação sobre o produto, seus preços e condições de pagamento.

  •  

Deixe uma Resposta