• Postado por Tiago

Agora, dona Izabel pode ter sua vida prolongada

O juiz Marcelo Trevisan Tambosi, da vara da fazenda pública de Balneário Camboriú, carcou uma liminar que obriga a prefa e o governo da Santa & Bela a fornecer o suplemento alimentar que mantém viva dona Izabel Cristina da Silva, 67 anos. A coitada sofre com três tumores no cérebro e depende de uma sonda pra poder se alimentar.

O canetaço rolou depois que a família de dona Izabel entrou com uma ação pra implorar pelo auxílio, porque a alimentação especial da doente não cabe no orçamento apertado do filho e da nora. São dois suplementos diferentes. Um deles custa R$ 30 a lata e dura só um dia. O outro sai por R$ 37 e dá pra dois dias.

Alex Sandro da Silva, 26, é filho de dona Izabel. Sem ter como arcar com os gastos, ele procurou a secretaria de saúde do estado. Mas recebeu um não bem grande e ainda mandaram que procurasse o município. Na secretaria de saúde da city, o abobrão José Roberto Spósito também negou o apoio.

Quem ajudou foram os vizinhos de dona Izabel, que mora no bairro dos Municípios. O grupo de idosos fez um bingo beneficente e uma loja de calçados doou pares de sapatos pr?uma rifa. A Fundação das Famílias Carentes e Portadoras de Doenças Degenerativas (FACDD) também deu uma força.

Só depois que a história veio à tona, nas páginas do DIARINHO, e o caso foi levado à tribuna da câmara municipal pelo vereador José Hannibal (PP), é que o secretário Spósito resolveu simexer e mandou o suplemento pra casa de dona Izabel.

Agora, com a carcada da dona justa, a família não vai mais perder o sono com medo de não ter suplemento pra dar à pobre coitada no dia seguinte. O canetaço do juiz manda que dona Izabel seja incluída num programa de auxílio e receba digrátis a alimentação, do jeitinho que tá na receita médica. O dotô deu 10 dias pra que a ordem seja cumpria.

Pra Alex foi uma grande vitória. ?Só é uma pena a gente ter que chegar a esse ponto pra conseguir algo que é obrigação deles?, diz o rapaz.

Luta contra o câncer

Dona Izabel descobriu o câncer há seis meses, depois de ter caído dentro de casa. Como a doença já tá num estágio bem avançado, os médicos não quiseram saber de operá-la. Por conta do local onde tão os tumores, dona Izabel não consegue mais se alimentar como qualquer outra pessoa e por isso depende da sonda.

  •  

Deixe uma Resposta