• Postado por Tiago

segunda-nove-g---Kaby-empreiteira-(9)

Orestes mostrou até os carrinhos -de-mão pra reportagem

?Não entendo por que esse alarde todo. A empreiteira Kaby é nova sim, mas não tem nada de errado?. Isso é o que garante um dos sócios da empresa, o Luiz Orestes. Ele ficou dicara com a suspeita de irregularidade e ontem contou como ganhou o trampo de limpeza de 41 creches peixeiros, sem licitação, em fevereiro deste ano.

Orestes contou que os R$ 207 mil cobrados pelo serviço incluíram a mão-de-obra total, com direito a limpeza de fossa, caixa de gordura e até a troca de lâmpadas. Pra deixar as creches num brilho só, cerca de 25 pessoas trabalharam direto por quase 30 dias.

O empresário disse que ficou sabendo por amigos da necessidade da prefa de contratar empreiteiras e decidiu entrar na concorrência. Segundo ele, o orçamento foi entregue na secretaria de administração e em poucos dias ele recebeu a notícia de que foi escolhido com uma única reivindicação: rapidez. ?Eu não tenho vínculo com a prefeitura. Fiz o que as outras empresas também fizeram e a minha foi a única que ganhou trabalho por uma vez só. Teve quem ganhou trabalho até 10 vezes nesse tempo de emergência?, se defende.

Orestes negou firmemente os boatos que rolam na city de que Gelcir Bellini, o Pirão, que é irmão do prefeito Jandir Bellini (PP), faria parte da Kaby. ?Não tem nada a ver. Isso é uma infâmia. O meu contato com o Pirão é do Itamirim, do futebol?.

10 anos de experiência

A Kaby fica na rua Manoel Joaquim Coelho, no Dom Bosco, e foi registrada na Junta Comercial do Estado de Santa Catarina (Jucesc), em janeiro desse ano. Hoje conta com oito funcionários com carteira assinada, mas segundo seu proprietário, quando há a necessidade são contratados trabalhadores temporários. Além disso, ela tem quatro caminhões, uma escavadeira e uma retroescavadeira.

Orestes diz que abriu o negócio porque já trabalhou com empreiteiras. Ele é dono dos portos de areia Genesis, que ficam no Salseiros e na Penha. O empresário conta que trampa na área da construção civil há mais de 10 anos.

  •  

Deixe uma Resposta