• Postado por Tiago

Fernando Lopes, 42 anos, dono de uma chácara na rua Paulo Hoier, no Carvalho, em Itajaí, onde rola escolinha de futebol, ferinos e um pagodinho, entrou em contato com o DIARINHO pra se defender da reclamação publicada no dia 21 de janeiro, feita por uma vizinha. Ele nega que em todo final de semana acontecem festocas barulhentas que incomodam os moradores vizinhos, como havia afirmado a leitora. A chácara de Fernando é conhecida na city como República.

A principal reclamação da moradora da rua Paulo Hoier é com o som no talo, que vara a madrugada aos finais de semana, e com a quantidade de carangos que tracam a rua. Fernando garante que as festas rolam somente duas vezes por mês. A bagunça começa às 18h e vai até a meia-noite. A balada, diz Fernando, tem autorização da polícia, bombeiros e ainda o laudo acústico da Famai. Quando outras festas acontecem, garante Fernando, o evento é sem som.

O dono da República também afirmou que não há problemas no o trânsito da rua. Contou que em outubro a Codetran fez ajustes na região e resolvou os problemas. Fernando disse achar estranho a reclamação, já que os próprios vinhos costumam frequentar a República.

  •  

Deixe uma Resposta