• Postado por Tiago

Samuel Mathias de Assis, dono do Trapiche Bar da rua Pedro Ferreira, no centro de Itajaí, foi preso na madrugada de ontem acusado de explorar sexualmente duas adolescentes de 17 anos.

O safado foi grampeado pelos homis da Central de Operações Policiais (COP) do Itajaí e da 4ª Delegacia Regional de Polícia. As meninas usavam a birosca como ponto de prostituição.

Os homisdalei chegaram ao boteco pra cumprir uma determinação do delegado Sílvio Gomes Filho, para fiscalizar os bares da cidade e encontrar irregularidades de alvarás.

Durante o atraque, as otoridades fecharam sete bares que facilitavam a prostituição. Entre os bares fechados, estão o Eva’s Bar, na rua Pedro Ferreira, e o Chave de Ouro, na rua Blumenau. Além de ajudar na prostituição, Samuel ainda mantinha no Trapiche Bar duas dimenores que tavam fazendo programas.

O botequeiro disse ao delegado que não sabia que a prostituição de dimenores era crime, por isso deixou as meninas trabalhando no bar. Ele não chegou a informar se acredita em Papai-Noel, mas tudo indica que sim.

As famílias das duas dimenores foram chamadas para pegar as gurias no bar. Os pais foram aconselhados a ficar de olho nas filhotas.

Depois daquela conversa com o delegado da COP, Samuel foi levado direto pro cadeião peixeiro.

A polícia vai continuar as investidas nos botecos da cidade, pra ver se encontra mais algum tipo de irregularidade. Os principais alvos das operações são: prostituição de menores e venda de porcaria.

  •  

Deixe uma Resposta