• Postado por Tiago

A polícia Civil de Balneário Camboriú tá tentando descobrir o que rolou com o corretor de imóveis Sérgio José Leal, 32 anos. O cara, que é dono da imobiliária Leal, que fica na rua 1300, desapareceu na manhã de domingo e desde então não foi mais visto. Ele estaria com uma boa grana, que recebeu como pagamento de aluguéis, quando sumiu. Uma das hipóteses levantadas pelos tiras é que ele tenha sido vítima de um assalto.

Sérgio, que mora no bairro São Francisco de Assis, em Cambu, saiu de casa cedinho na manhã de domingo, por volta das 6h. O rapaz teria ido à casa de um cliente, pra receber uma bolada de um aluguel, e depois disso foi visto chegando na sua imobiliária, no centro do Balneário.

Mas por volta das 8h, quando seus funcionários apareceram pra trampar, encontraram a porta trancada e nem sinal do patrão. Durante o dia todo, familiares e funcionários procuraram por Sérgio, mas ele não foi visto em nenhum lugar que costumava frequentar e não atendeu o celular. A motoca com a qual ele tinha saído de casa, a Honda Biz cinza, placa MEN-4363 (Camboriú) também tomou Doril e sumiu.

Ontem de manhã, a esposa de Sérgio, com quem ele tem dois filhos pequenos, procurou a depê do Balneário pra registrar o desaparecimento do marido. O caso ficou sob a responsa do delegado Alonso Torres, que tava de plantão, e dos homis da Central de Investigações da city.

Sequestro

A família chegou a desconfiar que o corretor tivesse sido vítima de um sequestro, mas como nenhum bandido fez contato pedindo resgate, e não rolou nenhuma movimentação nas contas bancárias de Sérgio, a ideia foi praticamente descartada. A polícia trabalha agora com a possibilidade de ele ter sido vítima de um assalto, mas ainda não tem pistas do que pode ter acontecido.

Quem tiver informações sobre o paradeiro de Sérgio pode telefonar pro disque-denúncia, 181, ou pra Central de Investigações do Balneário, no número 3261-6614. Não é preciso identificar-se.

  •  

Deixe uma Resposta