• Postado por Tiago

O dono da zona Bahamas, a mais conhecida e chiquetosa de São Paulo, foi grampeado ontem de manhã em Balneário Camboriú depois de ameaçar dar uns sopapos na ex-mulher. O cara ficou enjaulado na depê da muié até pagar a fiança de um salário mínimo pra ser liberado.

O dia nem tinha nascido direito e já tava armada a confusão. Por volta das 7h, a gostosona Vivian Milczewsky, que já mostrou tudo e mais um pouco nas páginas da Playboy em setembro de 2006, chamou a polícia num hotel de bacanas da Maravilha do Atlântico dizendo que sua caranga tinha sido surrupiada.

Quando os homis chegaram, a loiraça arrasa-quarteirão fez beicinho e disse que tinha sido ameaçada pelo ex-marido, Oscar, que teria prometido meter-lhe uns sopapos. Com pena da moçoila, os milicos deram o teje preso pro cafetão de luxo e o levaram pra depê da muié de carona na baratinha.

Em depoimento, Vivian disse que Oscar saiu com seu carro durante a madrugada e voltou diapé, porque o possante tava com o licenciamento vencido. Os dois teriam brigado por causa disso. No meio da discussão, o cara teria se passado e ameaçado a pobrezinha.

Já o empresário lascou que os dois tinham saído juntinhos quando a caranga foi grampeada e negou ter relado o dedo na ex bonitona. Disse ainda que só tava na Maravilha do Atlântico porque a muié o chamou pra uma conversinha de perto. Mesmo assim, acabou amargando a jaula.

Milionário

Oscar, que é psicólogo, fez fortuna com o comércio de putarias. Ele fatura mais de R$ 13 milhões por ano com os direitos de uma revista de muié pelada, o movimento da zona e uma fazenda que mantém em Araçatuba, no interior de São Paulo. Mas o forte do negócio é mesmo o puteiro, que fica no bairro Moema. Uma mistura de boate, motel, restaurante e sauna que recebe políticos, empresários e artistas em busca de rala-e-rola.

Esta não foi a primeira vez que o cara se meteu em encrenca e acabou enjaulado. Ele já tinha sido preso outras duas vezes, acusado de exploração de casa de prostituição.

  •  

Deixe uma Resposta