• Postado por Tiago

Os tiras da Central de Polícia de São José descobriram que o advogado Sidney Aguiar Lopes, 53 anos, tá pedido pela justa de três estados. O traste foi preso terça-feira, depois de meter a faca na buchada da própria mulher. O tanso usava a identidade de um primo, mas se confundiu e entregou pro delegado o nome verdadeiro. O troca-troca chamou a atenção dos policiais, que puxaram a ficha do cara no sistema cagueta da polícia.

Na hora em que recebeu as algemas, o dotô se apresentou como Sidney Roberto Lopes, que é o nome de um primo. Mais tarde, o traste se enganou e falou pro delegado que se chamava Sidney Aguiar Lopes, o nome real. Os tiras desconfiaram da história e foram atrás da ficha do traste. Eles descobriram que o advogado tá pedido em Goiás, Mato Grosso e Rio de Janeiro por crimes que cometeu antes de 2000. Eles suspeitam que o estelionatário tenha várias empresas falidas no Brasil e também aplicado golpes na Santa&Bela.

Sidney tá preso na central de polícia, esperando que o juiz decida o seu futuro. Ele foi presidente, usando o nome verdadeiro, do conselho de segurança do bairro Jardim Atlântico, em Floripa, nos últimos dois anos. O crime de esfaqueamento rolou no fim da tarde de terça-feira, no bairro Barreiros. O advogado achou que tava sendo chifrado e foi tirar satisfação com a companheira. A dona tá no hospital Regional de São José, onde foi operada, mas ainda corre risco de morte.

  •  

Deixe uma Resposta