• Postado por Tiago

O delegado de Barra Velha, Marco Aurélio Marcussi, tá aguardando a decisão do departamento de Administração Prisional (Deap) pra despachar mais dois dos seis presos que ajudaram a liderar uma tentativa de fuga sexta-feira à noite. Os presos serraram as grades do pátio principal da cadeia, mas a safadeza foi descoberta antes que eles ganhassem as ruas. Quatro detentos já foram transferidos para o presídio de Mafra, no norte do estado, um dia depois da descoberta da tentativa de fuga.

O delegado explicou que, entre os presos que tão aguardando para serem transferidos, um deve ir para o Paraná, onde tá pedido pela justa, e o outro aguarda vaga numa penitenciária da Santa & Bela. Atualmente a delegacia de Barra Velha tem 18 presos, que dividem um espaço construído para abrigar oito pessoas. Destes, 11 estão em duas celas e sete no pátio, debaixo do sol. Até semana passada, os presos tavam no pátio para não ficarem esmagados nos cubículos, mas, com a tentativa de fuga, terminou a mordomia.

No pente-fino feito na cadeia, os homisdalei encontraram dois celulares e a serra usada para cortar as grades. Apareceu só o dono de um dos celulares, mas a serra ninguém quis assumir a paternidade. Marcussi explicou que, como o pátio não tem cobertura, é provável que alguém jogou a serra através das grades.

Meteram ferro na grade

Os trastes serraram as grades da cobertura do pátio por volta das 21h da noite de sexta-feira, mas o vigilante tava atento e acabou com a farra antes que os malacos ganhassem as ruas. Os bandidos tavam se preparando para passar por um buraco de cerca de 45 centímetros. O delegado informou que o pessoal tava estranhando, porque naquela semana os presos começaram a cantarolar e tocar violão.

  •  

Deixe uma Resposta