• Postado por Tiago

A quinta semana acadêmica do curso de educação física da Univali terá a presença de um dos maiores jogadores da história do Corinthians, que também fez história na seleção brasileira de futebol. Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, o doutor Sócrates ou Magrão, estará em Itajaí com a palestra “A formação do jogador de futebol na década de 70 e na contemporaneidade”. O blablablá rola no dia 4 de setembro, às 19h, no teatro Adelaide Konder. As inscrições podem ser feitas no ginásio de esportes da universidade e custam de 15 a 20 reales.

Pro coordenador de educação física da Univali, Santiago Pich, a vinda de Sócrates vai tornar a semana acadêmica mais ampla. “Tínhamos interesse em trazer alguém que tivesse feito alguma reflexão sobre o esporte. Como ele tem uma boa formação, achamos uma opção interessante”, diz Santiago.

Polêmico e criativo

Um dos jogadores mais politizados do Brasil nas décadas de 70 e 80, Sócrates, que ainda exerce a profissão de médico, marcou seu nome na história por ter sido o responsável pelo maior movimento criado por jogadores no Brasil: a democracia corintiana, em pleno regime militar. Em parceria com atletas como Casagrande e Wladimir, ele foi mentor do movimento que buscava a liberdade total dos atletas fora dos gramados.

Dentro de campo, pela amarelinha e também no Timão, Sócrates era garantia de espetáculo com seus geniais toques de calcanhar, jogada que virou sua marca registrada. Além de deixar seus companheiros de cara pro goleiro, Magrão marcava gols nesse estilo. Com Zico, Falcão e cia., Sócrates também fez parte de uma das seleções que mais encantou os brasileiros até hoje, a da Copa do Mundo de 1982, que não ficou com o título.

  •  

Deixe uma Resposta