• Postado por Tiago

Terminou a dragagem do rio Itajaí-Açu. Pelo menos é o que disse o povo do Consórcio Draga Brasil à superintendência do Porto de Itajaí, em reunião na tarde de quinta-feira. A empresa garante que cumpriu o contrato que firmou com a Secretaria Especial de Portos (SEP). Pelo seu lado, a superintendência do porto quer é a profundidade que o porto tinha antes da enxurrada de novembro, os 11 metros necessários pra circulação dos navios.

O jogo de empurra fica por conta do que cada parte entende como obrigação do Draga Brasil. O porto peixeiro precisa de profundidade, o consórcio diz que foi contratado em termos de volume (metros cúbicos). A SEP confirma o que diz a empresa, mas lamenta que seja um trabalho pra superherói, já que as chuvas na região provocam assoreamento contínuo no canal.

Hoje, dois berços operam no Porto de Itajaí e três em Navegantes, mas a restrição com a profundidade impede que navios de maior tamanho aportem e os que conseguem navegar deixam os portos com a carga aliviada.

A Superintendência do Porto de Itajaí e o Draga Brasil não tiveram, ainda, acesso à batimetria do rio Itajaí-Açu. O documento com as informações foi enviado diretamente para a SEP.

  •  

Deixe uma Resposta