• Postado por Tiago

As atividades no porto peixeiro devem voltar ao normal dentro de 20 dias. Este foi o prazo estabelecido pelo superintendente Antônio Ayres dos Santos para que a draga Copacabana retire os 300 mil metros cúbicos de areia que tão no fundo do canal externo de acesso ao terminal. Com a retirada do entulho, o canal ficará com 12 metros e o porto poderá voltar a receber navios com 800 contêineres por atracação. A empresa Bandeirantes Dragagem e Construção Ltda foi a contratada pra fazer o trampo e deverá trabalhar todos os dias da semana, 24 horas por dia, pra conseguir terminar tudo no prazo estabelecido.

Desde maio, quando os chinas desistiram de continuar o trabalho, seis empresas foram chamadas pela administração do porto, mas nenhuma aceitou os prazos estabelecidos. Só em 4 de junho, a Bandeirantes foi contratada. A empresa Acqua Plan, de Itajaí, concessionária da empresa americana Coastal Planning, também foi contratada pra fiscalizar as obras. Os custos extras pela fiscalização serão pagos pelo Teconvi e Portonave. Ayres garantiu que a dinheirama da reconstrução do porto não será repassada pra tarifas do porto.

  •  

Deixe uma Resposta