• Postado por Tiago

INTERNA-POLÍCIA-SETE-SIDINEIS-SIQUEIRA-DOS-SANTOS---LEONEL-RODRIGUES-DOS-SANTOS-(1) INTERNA-POLÍCIA-SETE---ROBERTO-CARLOS-DA-SILVA-PEDROSO---DEZOITO-(1)

Dezoito e Sidineis tavam enrolados com tráfico de drogas e assalto

Uma ação conjunta dos tiras da delegacia de polícia civil de Palhoça e da 4ª depê de Florianópolis colocou atrás das grades, Roberto Carlos da Silva Pedroso, o Dezoito. O malaco mocosava um revólver calibre 38, com numeração raspada, e quatro munições intactas. A prisão rolou no bairro Frei Damião, sábado por volta das 18h30, em Palhoça. Ele agia em companhia de Sidineis Siqueira dos Santos, que também foi mandado pro xilindró.

Roberto é velho conhecido da polícia, acusado de envolvimento com o tráfico de drogas e assalto contra baiucas da terrinha. O traste tava sendo procurado pela polícia desde que meteu um assalto a uma baia no dia 15 deste mês, de onde fugiu levando cerca de mil reales. Durante o crime, os bandidos chegaram a torturar as vítimas com uma faca.

Depois do assalto, os mequetrefes voltavam às casas invadidas para intimidar os moradores a não registrar a ocorrência. Além do assalto à família, Dezoito e Sidineis tentaram invadir um ferro-velho, no bairro Frei Damião. Sidineis foi preso em flagrante pelos milicos, mas o parceiro conseguiu dar no pé. Ao receber o teje preso, Sidineis se apresentou com o nome de Leonel Rodrigues dos Santos. A farsa foi descoberta quando o mequetrefe foi apresentado na delegacia. A fuça do traste tava na lista de fugitivos da colônia penal agrícola de Palhoça. Com a prisão, a polícia montou um cerco para engaiolar Dezoito. A dupla foi reconhecida pelas vítimas, bateu um papo com o delegado e já tá vendo o sol nascer quadrado.

  •  

Deixe uma Resposta