• Postado por Tiago

Bovespa como melhor investimento

A Bovespa emplaca pela terceira vez consecutiva como o melhor investimento. Com alta significativa de 12,50% no mês passado, o índice Ibovespa ficou muito a frente do ouro com rentabilidade mensal de 1,04% e responsável pelo segundo lugar. Em terceiro ficou o CDB, com rentabilidade de 0,80%.

China pode alavancar o dólar

O dólar vem sofrendo grande queda, com perdas de 9,7%. Agora, até onde vai? Analistas, economistas e até futurólogos acreditam que mais dia menos dia, algum fator irá deflagrar a correção. Um sinal evidente é a busca que a cotação do ouro vem alcançando. Sinais à parte, alguns acham que pode estar a partir da divulgação do PIB chinês, que segundo consta, começou a desacelerar bem neste final de semestre. Na verdade, o pacote chinês, de 500 bilhões de dólares, já andou muito e o governo deles entenderia que já seria momento de tirar o pé de estímulo ao crédito.

Produção do Japão em alta

Enquanto isso, finalmente a produção industrial do Japão registrou alta com 5,2% em abril. A mais alta em 60 anos e possível indicação de recuperação. Na verdade, como economicamente está muito atrelada ao Tio Sam, parece que está apenas sentindo os reflexos dos primeiros números positivos de lá.

Recessão técnica?

Essa história de recessão técnica após dois trimestres com PIB negativo, deveria ser melhor explicada à luz dos impactos negativos que trazem à opinião pública. Primeiro porque a mídia já se encarrega de dar o seu toque nefasto à notícia, que por si só já alastra a dúvida e o pessimismo no consumidor retraindo vendas. Depois, porque no caso brasileiro, já estaríamos “tecnicamente” na mesma situação…Se bem que nem parece, com tantas vendas e promoções no mercado de varejo.

Aproveite a redução do IPI

O desconto do IPI nos carros vai acabar no final do mês. Então melhor aproveitar logo porque não está com cara de que a “promoção” vá se estender mais.

Oportunidade para empresas

Uma boa oportunidade de captação para as empresas de médio e grande porte está nos fundos de investimentos imobiliários. Roupagem nova para uma operação de mercado de capitais que atravessa bom momento. Ainda relativamente concentrada em poucos “players”, apresenta-se como excelente oportunidade.

Oportunidade para pessoa física

Nessa mesma linha apresenta-se como excelente investimento para pessoas físicas uma vez que não tem imposto de renda e remunera perto de 1%. Com a queda da SELIC deverá ter seu espaço bastante ampliado no mercado com o passar dos meses.

Entrada de dólar deve ser taxada pelo IOF

Na tentativa de segurar o dólar, o governo pensa em taxar, via IOF, as entradas de capital, tentando manter a cotação nos R$ 2,00 para o desespero dos exportadores. Já tem gente dizendo que o impacto vai ser pequeno. Melhor para a arrecadação, que neste ano anda meio em baixa.

Edward Mundy é consultor financeiro da Mundy Intermediação & Finanças Corporativas [edward@mundyintermediacao.com.br / www.mundyintermediacao.com.br]

  •  

Deixe uma Resposta