• Postado por Tiago

INTERNA_13_abre-esquerda---rua-Paulo-Hebert--Cabeçudas-_foto-menina-superpoderosa-(5)

A estrada voltou a ceder e um novo buracão passou a fazer parte da paisagem

A catingueira e o problema das crateras que se abrem duma hora pra outra rua Paulo Hebert, nas Cabeçudas, tão prestes a acabar. Quem garante é Tarcísio Zanelatto, secretário de obras da prefeitura de Itajaí. Ele disse ontem ao DIARINHO que os representantes da empresa EIT, que fez a repavimentação da rua, levaram aquela mijada e a empreiteira terá que dar um jeito na fedentina de merda do local. ?Eles vão ter que abrir a rua pra descobrir o que tem de errado?, relatou o secretário.

Zanelatto falou que o trampo já era pra ter começado ontem, mas por conta da chuva a data do começo da obra precisou ser transferida. O bagrão garantiu que assim que São Pedro fechar a torneira, a rua será aberta. A missão será a de encontrar a origem do vazamento de esgoto. ?Eu estive lá na rua Paulo Hebert no sábado e vi de perto que o problema precisa ser resolvido de imediato?, afirmou o secretário de Obras.

Enquanto o aguaceiro não dá trégua, os moradores de Cabeçudas terão que conviver com a catinga e o esgoto se misturando com a chuva. E como se não bastasse, uma baita cratera resolveu aparecer por lá. O buracão pintou logo depois da pontezinha da rua. Pra evitar que alguém se mate buraco abaixo, os moradores improvisaram uma sinalização com um guarda-sol velho enfiado quase por inteiro na cratera.

Verdadeiro enigma

Os moradores da rua Paulo Hebert reclamam que o problema do vazamento de esgoto pela estrada segue sem solução há pelo menos quatro meses. O povão conta que as empreiteiras contratadas pela prefa e o peões do serviço de água e esgoto da cidade, o Semasa, já estiveram no local dezenas de vezes e não conseguiram dar jeito no perrengue. ?Eles abrem e fecham a rua e tudo fica sempre do mesmo jeito?, lasca uma moradora.

No mês passado, o ex-subprefeito do bairro Fazenda, Mário César, jogou merda no ventilador e tascou a responsabilidade do problema pra cima da empreiteira EIT. Para Mário Cesar, a empreiteira não fez direito os serviços de repavimentação da rua, motivo suficiente pra tudo ficar virado num alho.

  •  

Deixe uma Resposta