• 20 ago 2009
  • Postado por Tiago

PRECATÓRIA

O empresário Antônio Lopes deveser ouvido ainda este mês no caso dos R$ 200 mil depositados na conta de campanha do prefeito Edson Renato Dias. Jutiça eleitoral do Balneário já mandou a carta precatória para São Paulo neste sentido.

NEGOU

Lopes (que não é o famoso treinador de futebol) já havia negado ter feito o depósito quando foi chamado a depor pela Políca Federal. Pelo andar da carruagem, a decisão sobre a cassação ou não do prefeito deve sair até o final do ano. Se cassado, ele terá ainda como recorrer da decisão, primeiro no TRE e depois no TSE.

DINHEIRO

Prefeito Evandro Eredes dos Navegantes, de Penha, comemorando a inclusão no orçamento de uma emenda do deputado Décio Lima (PT) no valor de R$ 100 mil para programa de infraestrutura urbana. O petista dá exemplo de que é possível ajudar os municípios, independentemente da cor partidária dos seus mandatários.

ORÇAMENTO

Lá mesmo pelas bandas da Armação do Itapocoroy vem a informação de que o orçamento do próximo ano será 50 por cento maior do que o previsto para este ano. Penha deve emplacar um orçamento superior a R$ 45 milhões, contra os quase R$ 30 milhões deste ano.

FECHADA

A Vara da Fazenda Pública da Comarca de Balneário Camboriú vai suspender os prazos processuais a partir do dia 31 de agosto até 11 de setembro. A medida objetiva reorganizar o cartório fiscal que acumula mais de 40 mil processos. Para complicar ainda mais a situação, a prefeitura teria chamado de volta funcionários à disposição e rompido contratos com os estagiários.

ESCLARECIMENTO

Do secretário do Planejameto, Claudir Maciel, recebo e-mail esclarecendo alguns pontos das notas divulgadas na coluna passada. Ele informa que não viajou para Dubai, como foi citado, muito menos em companhia de empresários da construção civil.

EDIFICAÇÃO

Informou também que o gabarito (altura dos prédios) na avenida Atlântica é livre desde a época da fundação do município. A altura é limitada apenas pelo cone de sombra e pelos recuos. O índice de aproveitamento, a taxa de ocupação, os recuos e o gabarito são definidos pelo Plano Diretor do Município.

CONCLUSÃO

“Portanto, caro Elias Silveira, eu não me importo com a sua fixação por mim. Só tenha mais cuidado para não errar tanto quando publicar algo em um jornal tão lido e respeitado como o DIARINHO. Qualquer dúvida me consulte”, concluiu o secretário.

CONSULTA

É minha norma sempre ouvir as pessoas envolvidas. Mas para isso é importante que elas deixem seus telefones (pelo menos o da prefeitura) ligados. E divulgo a informação com tanto prazer como fiz a anterior.

CLAUDINEI

Já o engenheiro Claudinei Loos, por telefone, confirmou a viagem a Dubai: “Aproveitei o recesso da Câmara (ele é vereador em Camboriú) e pedi licença da prefeitura do Balneário para fazer a viagem”. Segundo ele, a visita foi proveitosa para a profissão e algumas ideias poderão ser aproveitadas na região.

PAGOU

Claudinei disse ainda que viajou em companhia de dois amigos de infância e bancou do próprio bolso as despesas. E, no momento oportuno, vai provar com notas, etc e tal.

REQUERIMETO

As informações sobre a tal viagem deverão ser solicitadas pela Câmara. O requerimento só não deu entrada esta semana porque os nobres edis estão de recesso forçado em virtude da gripe A.

ESCOLA

A propósito desta informação, o jornal Folha de São Paulo divulga esta semana uma reportagem intitulada: “Emirados Árabes: Dubai vira paraíso de arquitetos e endinheirados”. Por enquanto, e até onde sei, o Claudinei é engenheiro. Ainda não virou endinheirado.

VONTADE

Vereadores de oposição aguardam com muita vontade retorno às atividades na próxima terça-feira. Querem, de primeiro plano, rebater as declarações da vereadora Christina Barichello sobre a questão da guarda municipal armada e pronta para atirar.

PITO

O próprio prefeito-ave ficou preocupado com essa história. A fala da vereadora pode até prejudicar a tramitação ou até mesmo a reprovação do projeto pelo legislativo. Pra aprovar a matéria, ele vai precisar de votos importantes dentro da oposição.

LOTEAMENTO

Empresário do setor imobiliário, com empreendimentos em Camboriú e Itajaí, tem planos de expansão mais para o norte do estado. Está com pelo menos um loteamento aprovado e outro em tramitação na prefeitura de Penha.

TURISMO

Muto festejado pelos prefeitos de Porto Belo e de Bombinhas o anúncio de recursos do governo do estado para a construção do novo acesso. Currú e Maneca estão esperando que a abertura da rodovia ocorra o mais rapidamente possível.

PENITENCIÁRIA

Está marcada para 2 de setembro uma audiência pública para discutir as obras do complexo penitenciário da Canhanduba. A comissção criada para fiscalizar esteve no local nesta quarta-feira e não encontrou ninguém trabalhando. E o governo do estado, por enquanto, não esclarece nada para, pelo menos, amenizar a situação.

FISCALIZAÇÃO

A prefeitura do Balneário inicia nos próximos dias a fiscalização da ocupação de espaços públicos na cidade. E isso está sendo mais do que necessário. Placas e obras invadem as calçadas transformando cada dia mais difícil a locomoção dos pedestres.

RÁDIO

O radialista Vilmar Corrêa está de volta à Rádio Camboriú. Integra a equipe de excelentes profissioais da emissora, inclusive ao lado do Vidal Antunes, amigo de longa data e que etá cursando a faculdade de direito Sinergia, do Joãozinho Matos, em Navegantes.

TRANSMISSOR

Lá da Camboriú vem a informação também que a reforma do transmissor atingido pela cheia de novembro do ano passado está quase pronta e em breve deverá voltar a operar, melhorando a qualidade de som da nossa mais querida emissora. Só de ver a alegria da equipe, da vontade de voltar à casa.

NA ASSEMBLEIA

A retomada das obras do porto de Itajaí e a recuperação dos estragos causados pelas enchentes no Vale foram temas de pronunciamentos de pelo menos três deputados na sessão de ontem da Assembleia Legislativa. Ginacarlo Tomelin (PSDB), Ismael Santo e Jean Kulmann (DEM) falaram sobre os problemas enfrentados para a reconstrução.

DEBATE

Neste sentido, deverá acontecer reunião com autoridades do setor para tratar do impasse no porto, que há nove meses vem causando sérios prejuízos não só pra a região, mas também para Santa Catarina.

DESCENTRALIZAÇÃO

O deputado Joares Ponticelli está colocando em cheque o custo da descentralização do governo do Estado. E deu até exemplo: em 2003, o Estado arrecadava R$ 300 milhões por mês e hoje arrecada nada menos do que R$ 1 bilhão. “O que há de novo?’, indagou.

NÃO MUDA

E o pior nessa história é que o Ponticelli vai ter que engolir, por pelo menos mais um ano, a estrutura da tal descentralização. O vice-governador Leonel Pavan deve assumir o governo do Estado com o compromiso de não mexer em nada. Salvo se a tal polialiança não sair como o esperado.

A FRASE

“É muito blábláblá com esses 36 comitês eleitorais (as SDRs), esses cabides de emprego de alto custo, e o cidadão sem ver os efeitos prometidos dessa tal descentralização”. Joares Ponticelli, deputado estadual.

  •  

Deixe uma Resposta