• 08 out 2009
  • Postado por Tiago

HOMENAGEM

Os irmãos Álvaro e Ademar Silva receberam o título de cidadão honorário de Balneário Camboriú. Homenagem mais do que justa. O primeiro foi vereador e prefeito. O segundo, pelo MDB antigo, foi candidato a prefeito em duas oportunidades e um dos grandes incentivadores do esporte.

RECONHECIMENTO

Também o cirurgião dentista Helvion Ribeiro recebeu a honraria por ser o pioneiro do Movimento pela Universidade Pública que culminou com a implantação da Universidade do Estado de Santa Catarina em Balneário Camboriú. A própria Udesc foi homenageada pelos cinco anos de atuação no Balneário. É a única pública e gratuita do Vale do Itajaí.

OBRA

A Câmara fez a parte que lhe toca. Falta a prefeitura dar um incentivo a mais e agilizar as obras de terraplenagem do terreno, ao lado da Santur, que vai abrigar o campus próprio da universidade. Dinheiro para construir a obra a instituição já tem.

PRODUTOR DE ÁGUA

Não foi à votação o projeto que institui o programa “produtor de água”. Ele vai permitir que a empresa Municipal de Água e Saneamento possa prestar apoio financeiro aos proprietários rurais ao longo do rio Camboriú. Em suma, é garantir a preservação e a qualidade da água nas nascentes que abastecem Camboriú e o Balneário.

CAPTAÇÃO

Mesmo assim, tem gente que duvida da proposta. E argumenta que, se já existe uma Lei Federal estabelecendo as áreas de preservação, por que o município vai ter que gastar dinheiro do contribuinte? E tem ainda aquele projeto que a Emasa vai captar água do rio Itajaí-mirim para garantir o abastecimento do Balneário.

EXPLICAR

O diretor geral da Emasa, Ney Emílio Clivati, vai ter que gastar um bom papo com os vereadores para esclarecer todas as dúvidas. Lembrando que a proposta da administração anterior era de desapropriar áreas e criar reservatórios nos rios que são tributários do Camboriú.

PASSADO

Recordo-me que em um passado não tão distante assim, o todo poderoso Stalin Passos queria cobrar da companhia Catarinense de Água e Saneamento pelo precioso líquido que fluía em suas propriedades em Itapema. E por aquelas bandas a tendência deverá ser a mesma se o projeto produtor de água for aprovado no Balneário.

MUDOU

Rudis Cabral está no PMDB. Mudou de partido no apagar das luzes do prazo permitido para quem quiser se candidatar no ano que vem. Embora negando, ele poderia ser um eventual candidato à Assembleia, com o apoio do Periquito.

HISTÓRIA

Eleito em 1982 para a Câmara do Balneário, Rudis Cabral disputou como vice de Nelson Nitz em 1988. Perderam para o Pavan e o Aristo. Em 1996 estava, também como vice, na chapa vitoriosa do Pavan em seu retorno à administração. Em 2004 perdeu para o Alemão Spernau, mais uma vez como vice, na chapa do Periquito. Na sua trajetória política também disputou um pleito à Assembleia pelo PP e levou quase 15 mil votos.

CANDIDATOS

Se o Rudis for candidato, deveremos ter pelo menos seis no páreo para a Alesc. Dado Cherem, que não disputa somente se o prefeito-ave for cassado (e pela lei ambiental tá ficando difícil); Jaime Mantelli (que se bandeou do PPS para o Partido da República), Claudir Maciel (que preside o PPS), o Flávio Flor (PP), um candidato do PT e, possivelmente, outro do DEM.

EXAGERO

É muito candidato na disputa dos pouco mais de 80 mil eleitores do Balneário. Lembrando sempre que, tradicionalmente, postulantes de outras regiões levam daqui importantes sufrágios na disputa eleitoral.

DESACREDITANDO

Já estou ficando meio desacreditado nesta história de cassação do diploma do prefeito Edson Renato Dias por conta daquela história dos R$ 200 mil doados por um fantasma. Quando vejo a turma da tríplice aliança se reunindo, acertando detalhes, etc e tal, fico lembrando da mesma história em que o próprio governador estava para perder o mandado e aí o vice entrou na história e salvou a pele do LHS.

PALANQUE

Duro vai ser ver o Periquito e o Arcângelo no mesmo palanque. E o prefeito, com aquela voz parecida com a do futuro governador (deve assumir o estado a partir de janeiro) dizendo que sempre foi um admirador do Pavan e que brincavam juntos desde criancinha.

CRITICANDO

Algo que me faz acenar para essa possibilidade é o fato de que alguns membros da administração já começam a cutucar com vara curta o vice Cláudio Dalvesco. Ele, até bem pouco tempo, era tido como o mais sério e mais trabalhador da dupla. Agora já andam dizendo que ele não passa de um frequentador de eventos festivos e é chegado num coquetel. Aí tem…

TÍPICOS

E já tem até admirador da tradição gaúcha se preparando para comprar abadá. Vai ser a coisa mais querida ver o Roberto D’Ávila abandonando a bombacha e aderindo à nova indumentária baiana. Será que o Duca e o Osmar vão fazer o mesmo?

MANEZADA

Diferentemente da Oktoberfest, que valoriza a cultura alemã, a Marejada está se distanciando um pouco da nossa tradicional cultural lusitana. Neste ano estarão na festinha do Bellini o Exalta Samba, Pixote, Fernando e Sorocaba e Tchê Garotos. Nada contra, mas gostaria de ver também, a exemplo de Blumenau, grandes grupos folclóricos e até algum artista português de renome internacional.

PASSARAM A PERNA

Na reunião da terça-feira, vereadores se reuniram nos bastidores para discutir alguns projetos que iriam à votação. Alguns com uns pecados maiores e outros com uns “pecadinhos”. Um deles passou, foi aprovado. O Roberto Filho retirou os seus. Mas, na hora de votar a proposta do produtor de água, resolveram pedir vista. A Christina Barrichello ficou, mais uma vez, p… da vida, porque na reunião isso sequer chegou a ser ventilado.

REVOLTADA

E aí me contaram que a Christina anda chateada com parte do governo devido às articulações que são feitas sem o conhecimento dos vereadores da base. Até aquele negócio de derrubar o Hotel Fischer para construir um arranha-céu apareceu na parada. O certo é que não dá para chamar para um vinho na mesma mesa da Marejada a Christina e o Marcos Weissheimer.

A FAVOR

Para dizer que pode mudar a qualquer momento, a vereadora do PPS deixou claro um recado: votou contra o veto do prefeito em um dos projetos da transparência. A coisa anda feia no altos da Dinamarca.

SAÚDE

Muita gente reclama da parte preventiva e curativa da secretaria de Saúde do Balneário Camboriú. Mas o que está falhando mais é a parte burocrática. Eu que o diga. Quero voltar a este assunto com mais detalhes para não prejudicar ninguém.

ENQUANTO ISSO ….

O secretário de Estado da Saúde, Dado Cherem, recebeu nova distinção na área da saúde pública. Foi convidado para participar do fórum Executivo Mundial de Saúde, um evento restrito a autoridades na área, a ser realizado em Montreal, no Canadá, de 2 a 4 de novembro. Entre os palestrantes do evento estão os ministros da Saúde da Austrália, da Espanha e da Irlanda.

  •  

Deixe uma Resposta