• 15 dez 2009
  • Postado por Tiago

PRIVATIZAÇÃO

Semanas depois de mandar para a Câmara a proposta para a privatização da administração e atendimento do Hospital Municipal Ruth Cardoso, o prefeito Edson Renato Dias surpreende. Está no Legislativo o projeto para delegar a administração do Pronto Socorro 24 horas da Região Sul de Balneário camboriú a uma pessoa jurídica de direito privado.

ESTRANHO

O PA, que de acordo com a promessa de campanha era para ser da Barra, está localizado às margens da BR 101, no porão de uma náutica. Desde maio o imóvel foi locado e passa por reformar para abrigar o pronto atendimento. O aluguel seria de R$ 5 mil mensais.

DESISTIU

Estranhamente, no início da sua gestão, a administração do prefeito-ave desistiu de investir R$ 2 milhões para a construção e compra de equipamentos para o Pronto Atendimento na Barra. Outros R$ 175 mil seriam repassados mensalmente para a manutenção da unidade que funcionaria 24 horas por dia.

DIRIGIDA

Oposicionistas acreditam que a licitação para a escolha da entidade que administrará o PA da Região Sul esteja direcionada. Pode ser a mesma instituição que funciona no interior do Hospital Santa Inês. A Cooperativa Médica também recebe da prefeitura de Itapema para fazer a triagem dos doentes do vizinho município e encaminha-los para atendimento no Balneário Camboriú.

PLANO

Com o sucateamento do laboratório municipal resultante da privatização de boa parte dos exames requisitados pelos médicos, mais a entrega para a administração privada do atendimento do Hospital Ruth Cardoso e do PA 24 Horas, Periquito rasga a sua proposta de governo em que a saúde seria totalmente pública.

INVASÃO

Três quiosques estão sendo instalados em plena via pública na praia de Laranjeiras. Um fiscal da prefeitura que esteve no local foi orientado a não fazer nada. Os proprietários, moradores da Barra, seriam cabos eleitorais da última campanha eleitoral e teriam recebido a “concessão” como presente pela ajuda.

QUIÓSQUE

No Calçadão das Laranjeiras um outro foi montado. Este seria de propriedade do irmão do vereador Asinil Medeiros, vice-presidente da Câmara e integrante do Partido da República que também dá sustentação a atual administração. Como diz o ditado, “ninguém bate em prego sem estopa”.

MARAMBAIA

Em meio a tanta notícia não muito boa, surge uma que pode mudar o visual do Canal do Marambaia no Pontal Norte. A prefeitura do Balneário deve assinar um contrato com a Caixa Econômica Federal para as obras físicas de revitalização do local. Serão mais de R$ 12 milhões para aplicação em 2010.

MELHORIAS

A proposta inclui dragagem, limpeza das margens, implantação de 270 metros de galeria, execução do molhe da Barra Norte e urbanização, instalação de asfalto, além de colocação de taludes de contenção nas margens do canal.

BREVE

O empréstimo vai utilizar recursos do Fundo de Garantia com juros subsidiados. Se a Câmara aprovar o contrato, as obras devem começar em janeiro. A proposta vai para primeira votação nessa terça-feira.

ORÇAMENTO

Também vai a votação nesta terça-feira o orçamento anual de Balneário Camboriú. Previsão de arrecadação e de despesas é de R$ 325 milhões. A Câmara não pode entrar em recesso antes de votar o orçamento. Se aprovado, vale a partir de 1º de janeiro. Se rejeitado (o que dificilmente acontecerá), ficam valendo os mesmos valores deste ano.

RECORDE

Por falar em Legislativo, foram 215 projetos de lei apresentados ao longo deste ano. Nem todos de importância. Alguns já contemplados no próprio código de normas e posturas do município.

TRANSCRIÇÃO

Por solicitação do vereador João Miguel (PSDB), foi transcrita a parte da sessão do primeiro dia de dezembro em que Claudir Maciel (PPS) teria pronunciado ofensas contra Tatá. Quem acompanhou a reunião afirma que na realidade as palavras foram direcionadas à mesa diretora.

GOLPISTAS

Além de afirmar que todos os vereadores da oposição eram golpistas e deram um golpe baixo quando incluíram o projeto de resolução para a criação da Comissão Parlamentar Especial do Hospital Santa Inês, Claudir teria se referido a um vereador como “porco” e “babaca”.

DIRECIONADO

Na transcrição da fita, não fica claro se os palavrões foram para o presidente da Câmara, Moacir Schmidt, ou para o também tucano Dão Koeddermann que havia chamado para si a responsabilidade da criação da CPI.

ANÁLISE

A transcrição da fita já está com a Assessoria Parlamentar da Câmara que analisa e solicita as medidas punitivas que podem ser tomadas. Depois vai para a Assessoria Jurídica que pode ou não acatar o pedido. O certo é que vai dar muito pano pra manga.

ESPERANDO

Está sendo aguardada para hoje a posição do procurador-geral de Justiça, Gercino Gomes Neto, sobre o inquérito da Polícia Federal envolvendo o nome do vice-governador Leonel Pavan. São sete nomes revelados na investigação.

ASSUME

Apesar da denúncia, o governador Luiz Henrique da Silveira tem afirmado na imprensa que Pavan assume o governo a partir de 5 de janeiro. LHS não acredita que um político com o currículo do vice possa ter se envolvido na tal história.

PROCURA

Está certo o governador. Quando o empresário busca a solução de um problema ele procura quem? Se é no município o prefeito, o vice ou algum secretário da área. No Estado é o mesmo procedimento.

AÇÃO

A Polícia Federal tem maneiras diferentes de investigação. No caso dos R$ 200 mil do “fantasminha camarada” não conseguiu identificá-lo. E seria fácil, já que algum caixa do Besc recebeu o referido valor para depósito. Já no caso da Arrows Petróleo afirma que tem gravações e fotos.

DEFESA

O advogado de Pavan, Cláudio Gastão da Rosa Filho, afirma que a PF não tem competência para indiciar o vice-governador. E tem como derrubar os argumentos da investigação.

CONVITES

Cinco convites forma expedidos pela CPE (ou CPI) do Santa Inês. São quatro ex e o atual administrador da instituição. Os membros da comissão pretendem também fazer uma visita in loco no hospital. Será na tarde desta terça-feira.

EXPLICAÇÃO

Está sendo aguardada com expectativa a próxima reunião do Conselho Municipal de Saúde. Alguns membros da instituição querem saber o que o presidente Ivo Buzzarello vai dizer sobre a solicitação para que a Secretaria de Saúde pague as suas despesas com a viagem que fez a Istambul (Turquia) para participar de um encontro da World Family Organization, a mesma que foi parceira da prefeitura na construção do Hospital Municipal Ruth Cardoso.

FORA

Há quem acredite que o ex-juiz classista dificilmente permaneça no cargo. O ofício assinado por ele e enviado ao secretário José Roberto Spósito, por si só, já é uma com confissão da irregularidade.

COMPROVADO

Em papel timbrado do conselho e da prefeitura, Buzzarello diz que iria guardar todas as notas de despesas com a viagem para ressarcimento pelo município. O estranho é que membro do tal conselho não recebe salário nem outros benefícios legais para a função. Qualquer pagamento teria que passar não pelo conselho, mas pela Câmara de Vereadores.

REELEITO

Deputado João Matos foi reeleito para a vice-presidência estadual do PMDB. Pinho Moreira também continua presidente.

  •  

Deixe uma Resposta