• 02 jun 2009
  • Postado por Tiago

TIROS

Faz mais de 10 dias que a Polícia Civil (não apenas um policial, mas a instituição toda) foi alvejada por tiros de um marginal. Desde o primeiro momento os policiais, aparentemente, sabiam quem é o autor, mas até agora ele não foi preso.

AMIGO

Segundo minhas fontes, o marginal sempre disse que é “amigo” de delegado. Particularmente não acredito, mas depois do que está acontecendo…

INDIGNAÇÃO

A nova administração do Centro Educacional Municipal Iate Clube não está agradando a comunidade local. Moradores fazem questão de mostrar a indignação em relação ao descaso e à omissão.

PERGUNTA

Aproveitando a oportunidade, a comunidade pergunta: na proposta de governo ressaltava-se educação de qualidade, então… Onde está a educação de qualidade?

AFASTAMENTO

Outro recado para o prefeito-ave. Os seus eleitores do bairro Jardim Iate Clube querem saber o porquê do afastamento de tantos profissionais gabaritados do centro educacional municipal local.

CRIME DO ADUCCI

Por qual motivo a casa que o bicheiro Aducci Corrêa construiu irregularmente na praia do morro da Aguada ainda não foi demolida? Sabemos que por várias vezes a obra foi embargada e o Ministério Público instaurou processo que concluiu tratar-se de crime ambiental e que a residência deveria ser demolida. No entanto, o tempo passa e o capo continua desafiando a Justiça Federal.

MP NADA

Como já citamos em outras colunas, Aducci Corrêa é poderoso na região e gosta de abusar disso. Caso fosse qualquer outro coitado, a casa já estaria no chão. Por isso é que estranhamos o fato da Justiça não funcionar contra o rei da contravenção. E justo quando se trata o Ministério Público, que tem tido uma conduta exemplar em nosso país na luta contra a corrupção, crime organizado e tudo mais. Porém, no caso de Aducci Corrêa o MP, aparentemente, está todo encolhido.

E A POLÍCIA FEDERAL?

Também é muito estranho o comportamento da Polícia Federal em relação ao processo para apurar as denúncias contra falcatruas nas contas da campanha de Edson Periquito.

INCOMPETÊNCIA?

Será que a eficiente instituição da Polícia Federal conta em Itajaí com uma equipe tão despreparada que não consegue finalizar o processo?

DEPÓSITO

Será que o estabelecimento bancário onde foi efetuado o depósito em espécie de R$ 200 mil reais não guarda o comprovante com o nome do responsável?

DEDO

Pois é, em Balneário Camboriú, o comentário é de que nessa história também tem o dedo do Aducci, o rei do jogo do bicho, das maquininhas pega-trouxas e tudo o mais.

FILAS NA SAÚDE

A denúncia do vereador Tatá sobre a volta das filas nos postos de saúde foi bastante oportuna e sensibilizou os vereadores de situação, Marquinhos e Cristina, que prometeram dar um basta a essa constrangedora situação a que é submetido o nosso sofrido povo. E olha que na promessa de campanha Balneário Camboriú iria se transformar em referência em saúde. Enquanto isso, o Hospital Municipal Ruth Cardoso continua abandonado.

COBRANÇA

Na quinta-feira, às 14h, a representante da Organização Mundial da Família, Deisi Noeli Weber Kusztra, estará reunida com os vereadores de Balneário Camboriú. Quer ouvir boas informações dos nobres edis sobre o efetivo funcionamento do hospital. Foram mais de R$ 8 milhões da WFO investidos na obra e que não podem ficar enterrados por pura teimosia do prefeito-ave.

NA JUSTIÇA

Se dependesse exclusivamente da doutora Deisi, a questão iria parar na Justiça. E aí Periquito teria que explicar onde foi parar o dinheiro deixado em caixa pelo ex-prefeito Alemão para a conclusão do hospital. O procurador da prefeitura tem que esclarecer para o Edson Renato que os prefeitos passam, mas o município, como instituição jurídica, continua e precisa cumprir os acordos firmados, mesmo em administrações anteriores.

ALDO FRONZA

Até agora, nenhuma notícia sobre os assassinos. As únicas pistas que a polícia tem são a BR-101, a Rodovia Osvaldo Reis e o Morro do Careca. Para chegar aos criminosos, porém, nada de novo.

TEMEROSO

Toda vez que um determinado cidadão do Balneário vai visitar o parente famoso na terra do Beto Carrero, parte da prefeitura da Penha fica em polvorosa. Alguns cargos comissionados preferem até uma saída estratégica do prédio para não testemunhar nada ou até mesmo ser acusado de algum envolvimento no futuro.

PERIGO

É por esta e por outras que o cunhado do prefeito Evandro Eredes dos Navegantes é chamado nos bastidores da política da Penha de “João Perigoso”.

  •  

Deixe uma Resposta