• 12 jan 2010
  • Postado por Tiago

CONTINUA

Já faz um bom tempo que Leandro da Silva Constante deixou a diretoria de compras da prefeitura do Balneário. Seu nome, no entanto, continua (mesmo não querendo) ligado à divisão de gestão de materiais e serviços da secretaria de Administração.

É DE JOINVILLE

Até onde estou informado, o cargo é ocupado atualmente por Rui Jan Dobiner, que trabalhou na administração do então prefeito de Joinville e atual governador Luiz Henrique da Silveira. Só não consegui confirmar se a indicação para trabalhar na prefeitura do Balneário partiu do próprio LHS.

DIRIGIDA

E é lá pras bandas da própria divisão de Gestão de Materiais e Serviços que pode surgir uma grande falcatrua. Uma empresa de informática estaria sendo favorecida na compra de equipamentos.

ALERTA

O Tribunal de Contas do Estado já teria alertado à prefeitura que cancelou uma licitação no ano passado. Mas ela acabou sendo repetida para satisfazer os interesses de um diretor da área de informática.

FALCATRUA

A jogada está em colocar na licitação um item que somente uma empresa pode cumprir. No caso específico, é exigida “garantia de três anos, pode ser no mínimo um ano do fabricante”. Apenas uma empresa com sede no Rio Grande do Sul (ou Paraná), não tão conhecida na área, poderia ser a vencedora.

GRANINHA

E o esperto diretor ainda fez questão de alardear que quando sair da prefeitura estará com o seu apartamento garantido. Neste caso denunciado teria rolado coisa de R$ 16 mil.

PREJUDICADAS

Outras empresas da área, que possuem equipamentos de melhor qualidade se sentem prejudicadas no processo. E a tal diretoria estaria preparando uma outra grande compra, com valores bem superiores. Abre o olho, Periquito!

TRANSPARÊNCIA

É por essa e outras que entendo por que o setor de informática da prefeitura não coloca no ar pra valer o portal da Transparência, aprovado pela câmara municipal. Quando isso acontecer vai ser bem fácil navegar neste mar de corrupção.

DESLEIXADOS

Incompetentes, negligentes ou interesseiros. São alguns adjetivos que já estão dando pra turma da informática da prefeitura. É só acessar as páginas de algumas secretarias e lá você vai verificar que sequer os nomes dos titulares que já saíram foram substituídos. É o tal diretor que ganha (e muito bem) para exercer a função, mas está preocupado mesmo é com a licitação.

INVESTIGAÇÃO

Caso isso tudo estivesse acontecendo em um passado não tão distante, lá estaria o Ministério Público da Moralidade chamando todo mundo à responsabilidade…

FOTO

Pelo que comentam, Claudir Maciel (PPS) nem terá tempo para escolher a foto oficial de vereador da atual legislatura. Deve voltar para o primeiro escalão em breve. E o Nilson Probst (PMDB) já escolheu, mas nem deve ter tempo para inaugurá-la.

PORTARIA

Deve estar sendo publicada nestes dias a portaria de nomeação de Christina Barichello para o maior cargo da secretaria Municipal de Educação. Tem servidor que já está de orelha em pé. Pelo pouco que conheço da ex-vereadora, vai botar todo mundo pra trabalhar e exigir até o ponto eletrônico para conferir. Só espero que ela não introduza por lá o uniforme pink, como fez durante a sua passagem pela presidência da câmara.

CANDIDATA

A secretária estadual de Saúde, Carmem Zanotto, é a candidata preferencial do PPS para disputar uma vaga na câmara federal. Era para ser a única, mas o partido, dependendo das coligações, deverá lançar pelo menos outros dois candidatos.

APOSENTADO

Fernando Coruja, o atual representante do PPS catarinense na câmara dos deputados, confirmou que não pretende mais se candidatar a cargos legislativos. Atendendo uma solicitação da direção estadual do partido (leia-se Claudir Maciel), ele não descarta a possibilidade de concorrer a um cargo no executivo (vice-governador, quem sabe), ou mesmo uma suplência do senado.

ADVOGADO

E a CPI do Santa Inês está provocando alguns temores entre os convocados para prestar esclarecimentos. Ivo Buzarelo, que administrou o hospital junto com outras pessoas no primeiro momento da intervenção promovida pelo Ministério Público, andou procurando o gabinete do presidente da comissão, Dão Koeddermann, pra saber se precisaria levar advogado.

EM FEVEREIRO

O atual presidente do conselho Municipal de Saúde deve comparecer perante à CPI em fevereiro. E com certeza tem muita coisa pra relatar.

REPOSIÇÃO

Funcionários públicos estão lembrando o Gilberto Dalanora, do sindicato dos Servidores Municipais, que qualquer reposição salarial só pode acontecer até abril. Este é um ano de eleição. E todo mundo ainda continua aguardando os 30% prometidos em campanha.

CORTARAM

Além de não receber a tão sonhada recuperação salarial, muitos servidores perderam as horas extras a que tinham direito. E outros, em contrapartida, não aparecem para o trabalho e recebem o benefício.

AGARRADINHOS

O Balneário tem somente 59 agentes de trânsito na ativa. Dividindo em três, dá uma média de 20 por turno. É pouco profissional para controlar o caótico trânsito da cidade. Mesmo assim, alguns conseguem dar uma escapadinha, como aquela viatura que foi vista na rua Noruega, na passagem do ano, com dois agentes no maior amasso. Isso que é começar 2010 feliz…

LUTA LIVRE

Encontrei o Cláudio Dalvesco que disse que já fez muita coisa na vida, mas nunca foi juiz de luta livre. Jurou de joelho que nunca separou vias de fato na sua secretaria.

NEM BICICLETA

E o Asinil Medeiros (PR) ligou pra dizer que não está em condições de doar uma bicicleta sequer, quanto mais uma moto…

NOMEAÇÕES

Presidente da câmara, Moacir Schmidt (PSDB), exonerou e voltou a nomear alguns cargos de confiança de indicação exclusiva dos senhores vereadores. E que tem vereador que está com o rabo preso. Em uma das situações, nomeou uma pessoa indicada por vereador na sexta e exonerou na segunda, ao saber que ela ainda cumpria aviso prévio em uma empresa e por isso não poderia trabalhar no legislativo de imediato.

NA JUSTIÇA

Tem empresário do zóio grande que pretende ir pleitear na Justiça o benefício de forma ampla e irrestrita da anistia dada pela prefeitura aos devedores de impostos e taxas municipais. É que a câmara restringiu o valor para o benefício em R$ 100 mil reais. E muito tubarão da construção civil, que só se beneficia da cidade e nada oferece em contrapartida, ainda não quer pagar o que deve para o município.

  •  

Deixe uma Resposta