• 04 fev 2010
  • Postado por Tiago

CONTAS

Não sei como terminou a reunião do mandabrasa do Balneário, realizada na noite desta quarta-feira. Mas posso adiantar que eles não estão fechando as contas quando contabilizam os votos que o candidato do prefeito-ave deve receber.

RUDIS

Conversei por mais de duas horas com o ex-vereador e ex vice-prefeito Rudis Cabral. E ele confirmou que, querendo, será o candidato de Edson Dias a deputado estadual.

FAMILIAR

Disse-me o companheiro Rudis (até o ano passado era do PT) que não tinha a pretensão de ser o candidato. Mas que o prefeito (ele foi vice do Periquito em 2004) chamou o seu pai (o seu Pedro), e fez os cálculos que o levariam à assembleia.

ESTRONDOSA

Nos cálculos que a ave mandante do reino da Dinamarca teria passado, Rudis sairia do Balneário com pelo menos 20 mil votos. Isso seria o seu passaporte rumo à capital dos manezinhos.

VOTAÇÃO

Vale lembrar que em 2002 Rudis já foi candidato à assembleia pelo então PPB (hoje PP). Levou, no estado, 14.755 votos e ficou em 77º lugar (são 40 na assembleia). No Balneário recebeu 7.494 votos, foi o segundo mais votado, perdendo para Dado Cherem, que somou 10.470 sufrágios e foi eleito (na média) deputado estadual.

DESCONHECE

Se Periquito deu uma possibilidade de Rudis levar, de cara, 20 mil votos no Balneário, deve estar sofrendo do mesmo mal que outros reizinhos da Dinamarca já sofreram.

CÁLCULO

Senão, vejamos: em 2006 (últimas eleições) Edson Dias estava com praticamente toda a sua força eleitoral e no agrado dos eleitores. Era oposição, vinha de uma derrota na disputa pela prefeitura (2004) e levou 17.314 votos. Foi o mais votado do Balneário e ficou como suplente do PMDB.

PODER

Dado Cherem, com apoio de toda a máquina tucana (prefeitura e vereadores) recebeu 12.692 votos. Reelegeu-se deputado estadual com os votos que recebeu em todo o estado. E a base governista não estava tão dividida como agora.

DESCONHECE

Caso o dileto prefeito-ave não ficasse tanto tempo esquentando a cadeira e não tivesse tantos incompetentes lhe assessorando, saberia que a realidade é diferente. Bastaria dar um giro pela periferia balnear.

PARAQUEDISTAS

Embora o Balneário tenha atualmente mais de 80 mil eleitores, é bom lembrar que candidatos de outras regiões levam alguns votinhos daqui. Na última eleição foram mais de 260 paraquedistas que foram lembrados nas urnas.

APOSTO

Para quem interessar possa, aposto uma caixa de Brahma (e não vale outra marca) mais uns espetinhos de gato que o candidato a deputado estadual mais votado do Balneário não passa de 18 mil votos, independentemente de partido.

QUANTIDADE

Só no PMDB, até o início da reunião da quarta-feira, mais de seis, além do Rudis, queriam ser candidatos. E aí temos que contabilizar outros nomes da base governista: Claudir Maciel (PPS), talvez o com maior chance, e Jaime Mantélli, etc e tal.

ARDILOSO

O prefeito Edson Dias, ao tramar uma candidatura do Rudis Cabral, não tem muita coisa a perder. Em que pese ele ter sido o seu candidato a vice em 2004 e ter sido retirado de cena em 2008, com a entrada do Aristo Pereira e do Leko Benvenutti no PT.

NÃO PERDE

Apostando em Rudis o prefeito-ave só tem a ganhar. O ex-vereador e ex-vice-prefeito é estabilizado economicamente. Além disso teria a desculpa de que ele já foi do PP, do PT e somente no ano passado, no apagar das luzes, assinou com o PMDB. Não tem identificação com o partido.

SOSSEGADO

Agora imagine você se o candidato do Periquito fosse outro (Nilson Probst, Marquinhos Kurtz, etc e tal)? Como ficaria a não tão boa imagem da ave da Dinamarca?

PASSISTAS

E de quebra recebo o recado de um enviado do Marcos Weisheimer (quer ser candidato a deputado federal pelo PMDB) de que foi ele quem transacionou a vinda das lindas passistas e os feiosos da bateria da Beija-Flor do Rio pro Balneário. Custou só R$ 20 mil. Aí eu, que sou mais novo, faria o mesmo. Esmola com dinheiro alheio é muito fácil.

DUVIDOSO

A forma como foi feita a contratação das peitudas e pernudas também é questionável. Dispensaram a licitação na sexta, publicaram o edital no sábado e no mesmo dia aconteceu a apresentação. Tinha uma morenaça da Copa Lorde, da capital dos menezinhos, que estava na área e ficou chateada, muito chateada.

VOTOS

E tem aquela linda moçoila de Luzerna, no ladinho de Joaçaba (onde se faz talvez o melhor desfile de carnaval do estado), que saiu dizendo que quando o Marcos quisesse voto fosse procurar nos morros do Rio de Janeiro… E aí tem que voltar vivo pra eleição, hehehe.

TRADIÇÃO

Não sou muito simpático ao homem, mas se for mantida a tradição, o prefeito de Itapema, Sabino Bussanello, será o novo presidente da associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí. A Amfri tem eleições no próximo dia 12. Sabino é o atual vice-presidente.

ASSESSORIA

O jornalista Frutuoso de Oliveira assume a assessoria de imprensa do prefeito Edson Renato. Ele foi assessor de Valdir Cobalchini, o mesmo que anda fazendo o meio de campo do vice-governador Leonel Pavan com o PMDB.

LOUCURA

Você se lembra daquela campanha publicitária de prevenção da Aids? Era mais ou menos assim: “Maria que amava João, que amava Ricardo, que Amava Jordão, que amava Joana, que amava Rita, que amava…. E todos….”. A novela se repete e só quem perde somos nós eleitores e pagadores de impostos.

FÉRIAS

Enquanto isso, na serra gaúcha, o vice-governador Leonel Pavan descansa e prepara o discurso de posse no governo do estado. O prefeito Edson Dias vai estar na solenidade. Será o periquito abraçando o tucano (ou é o contrário?).

DESCONHECE

Conversei com o vereador João Miguel (PSDB), que negou qualquer situação de nepotismo em seu gabinete. Tatá, que completou 51 verões na segunda-feira, não apareceu na sessão de terça da câmara porque estava com uma daquelas famosas viroses. É a idade, parceiro!

FELIZ

Está o Fernando Carnevalli, assessor de imprensa da câmara do Balneário. E nem poderia ser diferente. O presidente Moacir Schmidt (PSDB) foi o único da história do legislativo que inaugurou uma sala de imprensa, com direito a computadores, TV, cafezinho, água e o escambau. Só faltou o frigobar com o gelinho de água de coco. O uísque (aquele fabricado em Indaial) eu levo de presente.

CONFUSÃO

O Fernando Brito, do conselho municipal de Saúde, desmentiu o presidente Ivo Buzzarello naquela história de não autorizar nada enquanto o hospital municipal não for aberto. Estou esperando a ata para confirmar o babado.

  •  

Deixe uma Resposta