• Postado por Tiago

INTERNA-ABRE-PAG-19---Heitor-Alves---foto-divulgação-Sean-Rowland

Surfistas poderão entrar e sair do grupo dos melhores durante a temporada

Uma mudança radical, como as manobras que os brous mandam nas ondas, promete mexer com o mundo do surfe a partir de 2010. Ontem, a associação de Surfistas Profissionais (ASP) anunciou que no ano que vem vai implantar um ranking mundial unificado dos dois circuitos, o ASP World Tour, antigo WCT e elite do esporte, e o WQS, espécie de segunda divisão. O novo sistema de pontuação será chamado de ASP One Ranking, algo como ranking único, em português.

A ideia da associação é fazer com que as etapas da elite e as de acesso ajudem a formar a nova nata de surfistas pro ano seguinte. A bagaça vai pegar pra valer só em 2011, já que aquela será a primeira temporada cheia após o ano da implantação. No ano que vem, cada surfista vai poder computar seus oito melhores resultados pro novo ranking. O negócio é que esses resultados podem ser das etapas ASP World Tour ou WQS. Com isso, o ranking mudará constantemente a partir de 2011, algo parecido com o que rola no circuito profissional de tênis.

Outra novidade é que surfistas do WQS que somarem muitos pontos ao longo da temporada terão a chance de entrar pra elite através do novo ranking, já no decorrer do mesmo ano, mesmo que momentaneamente. A ASP só não definiu quantos pontos valerá cada etapa da elite e do WQS.

Mais um fato importante é que depois da quinta etapa do ASP World Tour, que vai rolar no Taiti, apenas os 32 primeiros seguirão na elite até o final do ano. Após a última etapa, a associação vai determinar um novo grupo pra elite em 2011, formado pelos 22 primeiros da elite de 2010 e outros 10 do One Ranking.

A única coisa que não muda é que o campeão mundial será o que mais somar pontos apenas nas etapas do ASP World Tour.

  •  

Deixe uma Resposta