• Postado por Tiago

catedral-rio-dos-cedros

catedral rio dos credos

Que Salvador, que nada! Se na capital baiana há uma igreja pra cada dia do ano e pra cerca de 8200 baianos, em Rio dos Cedros, com pouco mais de nove mil habitantes, são 28 igrejas entre paróquia, capelas e capitéis, o que dá uma igreja pra cada 332 fiéis. A cidade, que vive da agricultura, pecuária e turismo, fica a cerca de 100 km de Itajaí e sua forte religiosidade se deve à colonização austríaca e italiana.

A cada comunidade que surgia, uma capela era edificada em homenagem a um santo de devoção. Desde 1875, várias comunidades se uniram e criaram suas próprias casas de oração. Além da paróquia da Imaculada Conceição, em Rodeio, há capelas dedicadas a Santo Antônio Pomeranos, N.S. das Dores, N.S. do Caravaggio, N.S. da Glória, São José, São Paulo Apóstolo, São Francisco de Sales, São João, Sant?Ana, São Miguel, São Judas Tadeu, São Sebastião, N.S. do Rosário, Santa Terezinha, São Bernardo, N.S. de Fátima, N.S. Auxiliadora, Santo Antônio da Barra, São Jorge, Santo Inácio, São Roque, N.S. Aparecida, N.S. das Graças, N.S. Aparecida e da Salete. São duas capelas: dedicadas ao Sagrado Coração de Jesus e a São João Bosco; e uma gruta de N.S. de Lourdes.

As capelas mais antigas eram feitas de pau a pique e foram refeitas seguidas vezes, a medida que iam ficando precárias. A capela de N.S. das Dores, por exemplo, começou pequenina, construída com ripas de palmito e coberta de folhas largas. Em 1893, fizeram uma maior e outra, desta vez, com tijolos, sobre uma colina, que foi inaugurada em 1916. Atualmente, é a igreja mais antiga, não só do município, mas de todo Médio Vale do Itajaí.

O barato é que todas as capelas de Rio dos Cedros têm suas histórias ricamente documentadas. A capela de São Miguel foi edificada por imigrantes poloneses num lugar montanhoso e de difícil acesso. A localidade de Josefina, onde ergueram a capelinha, era imprópria pra agricultura, então os colonos transferiram a capela de madeira no lombo pra localidade de Milanês, por volta de 1914. Em 1933, foi inaugurada uma nova, que serviu por quase 20 anos. E em 1952, foi feita outra, restaurada em 1977 e em 1981. Finalmente em 1994, foi iniciada a atual, inaugurada em 1996.

Outras capelas eram também usadas como escolas, pois eram o centro da comunidade rural. É o caso da capela de N.S. Aparecida, no Alto Rio dos Cedros, com 600 metros de altitude, fundada nos anos 30. Na capela-escola moravam quatro famílias de agricultores do Paraná, que plantavam erva-mate, milho e feijão. Em 1950, começou a funcionar uma escola com 27 crianças, que ficou aberta até 1978. As capelas de São Roque e Santo Inácio, também no Alto Rio dos Cedros, tiveram a mesma função. A capela de Santo Inácio fica num dos pontos mais altos do município, a 1200 metros de altitude.

A 26 km de Rio dos Cedros, pra cima de Timbó, fica Rodeio. A principal igreja da cidade é dedicada a São Francisco de Assis. A Matriz, de arquitetura gótica, foi construída em 1894 pelos imigrantes italianos e inaugurada em 1899. O templo está ao lado do convento Franciscano São José. E no bairro da Glória está a igrejinha de Nossa Senhora da Glória.

Já o Heremitério Bem-Aventurado Egídio de Assis chama a atenção por ter sido construído todo em pedra, em estilo medieval. A casa habitada por frades é usada como retiro espiritual. Fica nas montanhas do bairro Ipiranga, de onde se avista a cidade e arredores. É por lá, também, que foi instalada uma réplica do Cristo Redentor, e o caminho das hortênsias, que fica florido durante o verão.

  •  

Deixe uma Resposta