• 15 out 2009
  • Postado por Tiago

CONTRA-ABRE---s---brasil-x-venezuela---kaká---foto-Ricardo-Nogueira-Folha-Imagem-14.10.09

Brasil fecha as eliminatórias com 0 a 0 contra a Venezuela. Objetivo agora é fazer bonito na Copa do Mundo, na África do Sul

A seleção brasileira não saiu do zero com a Venzuela, na despedida das eliminatórias pra Copa do Mundo de 2010, na África do Sul. No estádio Morenão, em Campo Grande/MS, o time comandado por Dunga teve uma atuação apagada e ainda esbarrou na trave. Com um jogador a menos desde os 10 minutos do segundo tempo, quando o zagueiro cabação Miranda foi expulso, a seleção canarinho não conseguiu repetir algumas boas atuações que teve na competição.

Classificado pra copa, o Brasil volta a campo no dia 14 de novembro, contra a Inglaterra, num amistoso em Doha, no Qatar. A Venezuela está fora do mundial. Com 34 pontos, o Brasil tinha que esperar o resultado de Paraguai e Colômbia pra saber se terminaria a competição em primeiro ou segundo (os paraguaios poderiam chegar a 36 pontos). Até o fechamento da edição, a partida dos paraguaios não tinha acabado. A Venezuela encerrou sua participação nas eliminatórias com 22 pontos.

O jogo

A partida começou devagar, com os brasileiros tentando chegar ao ataque e com os venezuelanos recuados. A primeira boa chance brazuca só rolou aos 31 minutos, depois que Nilmar recuperou uma bola no meio-campo e tocou pra Kaká. Na entrada da área, o meia foi derrubado. Na cobrança da falta, o jogador do Real Madrid rolou pra Luís Fabiano, que errou a pontaria por pouco. Dois minutos depois, mais uma boa chance. Maicon cruzou da direita, na cabeça de Fabuloso, que testou por cima.

Luís Fabiano era um dos melhores e quase marcou aos 39. Ele recebeu dentro da área, tentou driblar o goleiro e caiu em lance duvidoso. O árbitro peruano Victor Carrillo mandou o jogo seguir e não deu o pênalti.

Com um a menos

O Brasil voltou melhor pro segundo tempo e já no começo conseguiu acertar a trave da Venezuela, após boa cabeçada de Gilberto Silva. Mas a coisa ficou ruim aos 10 minutos, depois que o juizão viu uma cotovelada de Miranda em Maldonado e expulsou o zagueiro brazuca.

Mesmo com um a menos, a seleção seguiu dominando e esbarrou dinovo na trave. Nos acréscimos, Kaká recebeu ótimo lançamento pelo lado esquerdo, cortou um zagueiro e colocou fora do alcance do goleiro. A bola foi no pé da trave esquerda de Vega e cruzou toda extensão do gol antes de sair.

Apesar do 0 a 0, o clima após a partida foi de satisfação pela campanha geral nas eliminatórias, como prévia pra copa. ?Fizemos boas jogadas, tivemos mais posse de bola e fizemos tudo para vencer. A bola acabou não entrando. É assim, às vezes as coisas não saem como a gente quer. Agora é descansar porque o mundial já está perto. Vamos trabalhar forte como sempre fizemos e mostrar esse potencial na hora H?, disse o lateral-direito Maicon.

  •  

Deixe uma Resposta