• Postado por Tiago

 INTERNA_13_abre-direita---empreiteira-deixa-sujeira---foto-brigitte-bardot-(2)

A sujeira veio do aterro de um lote na rua

O relaxamento de uma empreiteira tem deixado de cabelo em pé a leitora Priscila. G., 26 anos, de Balneário Camboriú. Ela não sabe mais o que fazer pra impedir que a poeira deixada na rua Antônio Atamásio Correia, na Barra, invada a sua casa. Priscila conta que a via era limpinha pacas até dois meses atrás, quando uma empreiteira esteve por lá aterrando um terreno.

A rua é calçada com paralelepípedo e tá coberta com barro há três semanas, desde que as máquinas da empresa Gatto simandaram de lá. A empreiteira fez o aterro de um terreno no fim da rua e deixou toda a via suja. ?Na minha casa suja tudo, quando seca o pó vem pra dentro de casa?, reclama. Quando chove, a coisa fica ainda pior: a poeira se transforma em lama. Priscila afirma que já pediu três vezes pro pessoal da empresa passar por lá e fazer a limpeza, mas até hoje não deram as caras.

Já mandou limpar

Roberto Gatto, diretor da empresa, jura que já mexeu os pauzinhos pra resolver o problema. Conta que mandou dois funcionários rasparem e varrerem a poeirada da rua. Ele acredita que o problema continua por culpa de outra empresa que estaria fazendo obras de tubulação na rua. ?Um funcionário da outra empresa, que não sei qual é, disse: vamos abrir a rua inteira e limpamos depois?, se defende Gatto.

Mesmo assim, o empreiteiro diz que determinou que a limpeza fosse feita. ?Não quero problema com ninguém. Vou passar lá e verificar isso pessoalmente e, se for necessário, peço aos funcionários que voltem lá e façam a limpeza?, garantiu.

  •  

Deixe uma Resposta