• Postado por Tiago

INTERNA-MONTAGEM_15_abre-esquerda---Transportadores-autônomos_menina-superpoderosa-(2)

Sindicalistas dizem que preço do transporte tá abaixo do valor de mercado

Os caminhoneiros autônomos que transportam contêineres em Itajaí tão se sentindo lesados pela Coopercarga Logística, que possui um terminal de contêineres na BR- 101, nos Salseiros. Eles alegam que a empresa tá trazendo motoristas de fora pra trampar na city por preços abaixo do mercado. Resultado: os caminhoneiros peixeiros, que já sofrem com 60% de trampo a menos por conta dos problemas causados no porto pela enchente, agora tão sendo prejudicados pela suposta concorrência ilegal.

Ademir de Jesus, vice-presidente do sindicato dos transportadores autônomos de contêineres de Itajaí, e o presidente da cooperativa de transportadores autônomos, Altamir Alves de Campos, disseram que a Coopercarga tem matriz em Concórdia, no meio oeste catarinense, e possui um terminal como filial na terrinha peixeira. ?Eles estão trazendo caminhoneiros de Concórdia pra trabalhar aqui. Ou seja, nós que pagamos impostos e gastamos o nosso dinheiro na cidade de Itajaí, estamos perdendo trabalho?, reclama Altamir.

Ademir conta que o transporte de contêineres vazios sempre foi feito pelos autônomos, que hoje são cerca de 200 cadastrados no sindicato. ?Eles estão trabalhando com caminhões usados pro transporte de cargas pesadas, pra carregar contêineres vazios. O custo pra manter o veículo de três eixos é maior e o preço cobrado por eles está abaixo do mercado?, acusa Ademir.

Os representantes dos caminhoneiros autônomos dizem que já conversaram com a direção da Coopercarga, mas o trelelê não adiantou de nada. O próximo passo prometido por eles é procurar a câmara de vereadores e o prefeito Jandir Bellini (PP) pra ver se algo se resolve.

Empresa diz que quer parceria

Kátia Ugolini, assessora de imprensa da Coopercarga, disse que a empresa tá querendo resolver a situação numa boa. ?É de interesse da Coopercarga firmar uma parceria com os transportadores autônomos?, garantiu. Kátia disse ainda que os caminhões que estão nas ruas hoje servem apenas pra um suporte do terminal peixeiro da empresa e não competem com os autônomos.

  •  

Deixe uma Resposta