• Postado por Tiago

Tem funcionário da empresa de vigilância Orsegups que não pode nem dar uma escapadela do trampo pra aliviar a bexiga, que já é caneteado por abandono de trabalho. A guardinha do posto da sede da empresa que fica na avenida do Estado, em Balneário Camboriú, Janaína Rodrigues de Oliveira, 26 anos, conta que já tomou três advertências este ano só por sair da guarita pra tirar a água do joelho.

A moçoila presta serviço durante 12 horas e descansa 36. Como no seu plantão não há substituto, afirma que não está autorizada pra ir ao banheiro ou almoçar. Cada escapadela que dá pra fazer um xixi, ela recebe uma notificação como abandono de trabalho.

Com a determinação, ela deixa de ir ao banheiro e chega até a fazer o rango enquanto trabalha. “É direito do trabalhador, mesmo quando trabalha 12 horas tem que ter intervalo de 15 minutos pro almoço. E eu não posso nem isso. Não posso nem escovar os dentes depois do almoço”, lascou.

Janaína afirma que trampa há três anos na Orsegups, mas começou a receber as notificações este ano, depois que foi modificada a gerência geral da empresa no litoral. Indignada, conta que procurou o chefe e ele teria informado que a cobrança permanecerá a mesma. Por conta da sacanagem, a guardinha já procurou um advogado e pretende entrar com um processo contra a empresa.

O DIARINHO entrou em contato com o gerente geral da Orsegups, na manhã de ontem, que se identificou como Alan. Ele não quis conversar com a reportagem por telefone.

  •  

Deixe uma Resposta