• Postado por Tiago

Vinte e cinco empresas já se inscreveram no programa Selo Social, uma certificação emitida pela prefeitura e pela associação Empresarial de Itajaí (ACII), que reconhece ações de inclusão social, combate à miséria e acesso à saúde promovidas pela iniciativa privada. O prazo final pra inscrição é 29 de janeiro. “Mas devemos estender para final de fevereiro, para que mais empresas possam participar”, informou ao DIARINHO Rogério Nassif Ribas, secretário de Relações Institucionais da prefeitura de Itajaí.

A meta dos organizadores do programa é que este ano aproximadamente 50 empresas participem do selo. No ano passado, 33 firmas foram certificadas. As ações sociais das 25 empresas inscritas até esta semana, diz Rogério Ribas, representam um investimento de mais de R$ 1,8 milhões.

Pras empresas, a grande vantagem é a divulgação do nome como apoiadora de projetos sociais. “Algumas empresas já usam o selo comercialmente, como é o caso da GDC, que botou o selo na sua embalagem”, lembra o abobrão da prefa. A indústria de pescados Gomes da Costa, que fica nos Cordeiros, ganhou o selo por construir uma biblioteca pra funcionários e moradores da comunidade da Murta.

Nos padrões da ONU

O programa, ressalta o secretário de Relações Institucionais, se adequou aos padrões internacionais definidos pela organização das Nações Unidas (ONU) pra emissão das certificações. Ao todo serão avaliados oito ramos de atuação e cada um deles corresponde a um selo. Pra tentar arrumar a bagunça que tá no planeta, os integrantes da ONU criaram propostas que são consideradas objetivos pra este milênio. Eles chamam de “oito jeitos de mudar o mundo”.

As ações vão desde o combate à fome e à erradicação da pobreza, até a prevenção do contágio do vírus da Aids e atitudes de preservação ambiental. Apoio a iniciativas de inclusão social também passam a ser levados em conta este ano, diz Rogério Ribas. Por isso, as empresas poderão incluir no pedido de certificação patrocínios dados a grupos culturais e esportivos, que serão considerados como ações pra inclusão social.

Uma comissão formada por quatro representantes da prefeitura, quatro da ACII e cinco pessoas indicadas pelos conselhos municipais de Educação, Assistência Social, Saúde, Meio Ambiente e da Criança e Adolescente decide quem terá direito ao selo. A solenidade de entrega, informa Rogério Ribas, acontecerá entre maio e junho, como parte das atividades de comemoração dos 150 anos da cidade.

Veja como requisitar o selo social

É facin, facin requisitar o selo social. Basta entrar no saite da prefeitura (www.itajai.sc.gov.br) e clicar no banner do programa. Depois, é preciso fazer um cadastro, informando o nome, CNPJ e outros dados básicos da empresa. O próximo passo é informar quais tipos de investimentos sociais a firma fez. É o que os organizadores chamam de balanço social da empresa.

Para este ano, os bagrões da prefa não vão exigir que se mandem provas das ações feitas. Mas é preciso deixar tudo separado e organizadinho, porque pode ocorrer fiscalização na empresa pra checar as informações.

O que vai continuar sendo exigido são as provas de regularidade fiscal. Ou seja, as negativas de débito com os governos federal, estadual e municipal, além do recolhimento do INSS e do fundo de garantia.

A prefeitura disponibiliza os números 3341-6105 ou 3341-6107 pros empresários ligarem e tirarem dúvidas sobre o programa.

  •  

Deixe uma Resposta