• Postado por Tiago

A empresária Janaína Jacinto Rosa flagrou um caminhão-pipa da Casan entregando água na faixa para alguns moradores em São Miguel, na Penha. O bairro ficou sem água durante todo o feriadão do final de ano. Ela afirma que também pediu água pra Casan, pois tem uma empresa de pescados, mas não foi atendida. Segundo ela, somente os colegas dos bagrões da companhia de água e da prefa é que receberam o precioso líquido.

Janaína e o marido Manoel Ferreira Rosa são donos da Pescados Dona Bela. A empresa já tá há 18 anos no bairro e sempre sofre com a falta da água na temporada. Mas neste verão a situação passou dos limites. “Estou desde o Natal sem água. Nem de noite veio. Uma bomba da empresa já queimou, não estamos conseguindo fabricar gelo e nem refrigerar a câmara fria dos peixes”, debulha a mulé.

A empresária flagrou o caminhão-pipa da Casan circulando por São Miguel na sexta-feira. “Teve uns privilegiados que receberam a água. Foram cinco ou seis casas de amigos do prefeito e do pessoal da Casan”, lasca. Janaína disse ainda que ligou pra Casan e disseram que a água tava sendo entregue a todos que pediam. “Mas na quinta-feira de Natal eu pedi a água e não trouxeram. O caminhão só veio na noite deste domingo [dia 3]”, reclama a mulé.

O que diz a Casan

O gerente da Casan na Penha, Idenésio de Souza, confirma que a empresa entregou água a quem fez pedidos. “A Casan colocou água para alguns moradores. Nós tínhamos um caminhão só. O pessoal que pediu tinha que aguardar”, disse. O responsável ainda afirmou que não rolou nenhuma prioridade pra chegados da prefa e da Casan e que a água foi distribuída de acordo com a ordem dos pedidos. “A moradora me explicou a situação e eu disse pra ela enviar a documentação da bomba que estragou, que encaminharia para a assessoria jurídica da Casan para vermos se pagamos o prejuízo”, mandou o abobrão.

  •  

Deixe uma Resposta