• Postado por Tiago

INTERNA_12_base_posto-xande_foto-hermione-granger

No sábado, os guardinhas voltaram a multar a clientela do Xande

O empresário Alexandre Fernandes da Rosa, o famoso Xande, do posto da rua Tijucas, tá emputecido com os guardinhas da Coordenadoria Municipal de Trânsito [Codetran], de Itajaí. Ele procurou o DIARINHO, na manhã de sábado, pra chorar as pitangas e dizer que tá sendo perseguido.

?Todo o dia tem um guardinha multando os carros que fazem fila pra abastecer?, disse. Xande alega que nem as carangas que estão dentro da faixa de estacionamento tão escapando da fúria dos guardinhas. ?Não aguento mais ser perseguido?, desabafou.

Xande diz que os agentes da Codetran ficam do outro lado da rua, na frente do atacado Comprefort, multando a galera que fica na fila aguardando para abastecer o possante no posto. ?Acho que eles deveriam orientar os motoristas e não multar?, sugere o comerciante.

Xande acredita a fúria dos guardinhas pra cima dos clientes do posto seja por conta do preço da sua gasosa. ?Boa parte dos guardas da Codetran trabalham à noite como segurança em outros postos?, diz, sugerindo que a perseguição da Codetran teria dedo da concorrência. Xande disse com todas as letras que pra defender os patrões, os guardinhas carregam na tinta da caneta pra multar quem resolve abastecer no seu posto.

Não existe perseguição

Carlos Alberto Proença, operador de central da Codetran, garante que não tem qualquer tipo de perseguição contra os clientes do posto Xande. O guadrinha garante que só é multado quem comete algum tipo de infração no trânsito e não porque está abastecendo no posto da rua Tijucas. O operador argumentou que os agentes são orientados para conversar com os clientes antes de aplicar a multa. ?Se alguém se sentir lesado, pode procurar a Codetran para conversar.?, completa Carlos.

  •  

Deixe uma Resposta