• Postado por Tiago

GERAL-2---LATERAL--g---transporte-coletivo-floripa-foto-rubens-flores-18jun09

Funcionários que impediram que outros trampassem vão ser punidos

A novela sobre o dissídio coletivo dos trabalhadores do sistema de transporte coletivo da Grande Floripa ganhou um novo capítulo. Após reunião, os donos dos busos resolveram buscar a justiça mais uma vez, pra dar garantias ao povão que precisa dos latões pra se deslocar na região da Grande Floripa. O que os patrões querem é proibir novas paralisações como as que ocorreram no dia cinco e na terça-feira desta semana.

Pra piorar, os empresários garantem que vão buscar na lei formas de descontar dos grevistas as horas paradas. Segundo o presidente do sindicato das empresas, Waldir Gomes da Silva, isto pode evitar que o povo seja pego de surpresa com novas greves. ?Duas empresas foram paralisadas por três pessoas que deitaram na frente das garagens e não deixaram os ônibus sair. Isso não pode ser aceito, porque quem mais tem sofrido com essa situação é a população?, comenta.

De acordo com o pessoal do sindicato dos trabalhadores, a mobilização só rolou porque os patrões insistem em demitir 70% dos cobradores e alegam estar falidos pra não rachar os lucros. O caso já tá na justiça, que deu até o dia 26 pra ver se a turma chega a um acordo. O sindicato não descartou novas paralisações e avisa que pode rolar greve por tempo indeterminado a partir da semana que vem.

  •  

Deixe uma Resposta