• Postado por Tiago

A ventania que atingiu feio Santa Catarina na madrugada de terça-feira teve mesmo a influência de um tornado. A confirmação foi repassada ontem pela Epagri, que chegou à conclusão depois de analisar fotos e imagens do fenômeno no estado.

Segundo o relatório emitido pelo órgão, o encontro do ar mais frio com o ar mais quente que predominava na Santa&Bela formou grandes nuvens, chamadas de supercélulas. Elas foram responsáveis pelos fortes temporais com ventos de mais de 100 Km/h em várias cidades do estado.

O meteorologista da Univali, Sergey Alex de Araújo, explicou que o prejuízo causado ao povão por causa dos tornados é geralmente mais alto do que nos furacões. Isso porque o tornado se forma na terra, enquanto o furacão age no oceano, não afetando diretamente as casas e os moradores. “Além dessa diferença de ação entre terra e oceano, o tornado é capaz de atingir velocidades superiores ao furacão. Essa também é outra explicação para os danos maiores do tornado”, disse Sergey.

Por causa do tornado, árvores foram arrancadas e casas destruídas pela força do vento. Na região Oeste, a mais atingida pela ventania, um caminhão e um carro chegaram a ficar de ponta cabeça e quatro pessoas morreram por causa do temporal.

Tornado veio da Argentina

O meteorologista gaúcho Eugenio Hackbart publicou ontem, em sua página na internet, que imagens de radar do Instituto Técnico Simepar mostram que o tornado que atingiu o estado na madrugada de terça-feira foi o mesmo que detonou casas e matou 10 pessoas na província de Missiones, na Argentina. O especialista falou que, pelas características, o fenômeno que atingiu Santa Catarina é um “tornado wedge”, de mais longa duração e intensidade.

Chuva até domingo

O tempo molhado em todo o estado deve seguir pelo menos até domingo, prevê o meteorologista peixeiro Sergey. “De sexta para sábado vai chover de forma mais intensa e no domingo, segundo os modelos metrológicos, o volume de água será menor”, disse.

Sergey falou que do último dia três até às 10h da manhã de ontem choveu cerca de 72 milímetros, o que equivale a 48% do previsto para todo o mês de setembro. Até domingo a previsão é que chova entre 40 e 80 milímetros. “Quanto à enchente, não é preocupante, mas quem mora perto de encostas precisa ficar atento porque o solo vai permanecer bem molhado”, explica.

O alerta segue também pros pescadores. O meteorologista peixeiro dis se que até domingo o mar fica bastante agitado.

  •  

Deixe uma Resposta