• Postado por Tiago

ABRE-INTERNA-s----Hand-Cup-27.01.10

Peixeiros do time juvenil tavam felizões da vida com a medalha de ouro no peito

A 12ª edição do Itajaí Handball Cup, uma das maiores e mais importantes competições do esporte no Brasil, acabou ontem na city peixeira. Depois de mais de 200 jogos em cerca de 40 categorias na praia e na quadra, o campeonato teve como grande novidade os jogos no Centreventos, o que ajudou na competição, como afirma a organização.

No último dia rolaram seis jogos decisivos com equipes de Itajaí. No final, dois títulos, dois vices e dois terceiros lugares. A principal conquista foi na categoria juvenil masculino, da equipe ADI/Slice/FMEL. Os peixeiros fizeram 20 a 15 na ADHJ/Sesi/FME, de Jaraguá do Sul, e levantaram mais um troféu ? em março, eles tentam o título mundial escolar, em Portugal. ?Foi bem tranquilo, conseguimos fazer todas as trocas?, diz a técnica do time, Cláudia Monteiro.

Já os times infantil e mirim da ADI, também no masculino, não tiveram a mesma sorte. Mesmo jogando numa quadra que conhecem bem, a do colégio São José, os peixeiros do infantil não conseguiram passar pela liga Estudantil do ABC, de São Paulo, e terminaram em terceiro ao perder por 15 a 13 ? seriam campeões se vencessem. ?Faltavam cinco jogadores, então sem treinar foi um resultado bom?, fala a técnica Cláudia.

A equipe mirim, por sua vez, nem entrou em quadra pra ficar com o vice-campeonato. O time enfrentaria a APHAS, de Seara, que veio do oeste do estado e perdeu por W.O. Na mesma categoria, mas no feminino, o time peixeiro da AHI/FMEL foi campeão. As minas mandaram bem e sapecaram 10 a 4 nas colonas de Seara. O troco veio na categoria infantil, com a derrota por 16 a 5 pras colonas. Ainda entre as minas, na juvenil feminino, o time do diretório Central dos Estudantes da Univali perdeu a final pro clube de Handebol de Capão da Canoa/RS.

Balanço geral

Realizado pela associação dos Amigos do Handebol de Itajaí (AHI), comandada por Délcio de Amorim, o Mano, o Itajaí Handball Cup volta forte em 2011. ?A gente teve um ganho expressivo de qualidade na organização, muito por conta do Centreventos. Apesar das obras, é um local que tem um grande espaço. Itajaí vai crescer muito com isso?, elogia Mano.

O presidente da AHI também tenta sisplicar sobre o fato dos jogos da terceira idade e de cadeirantes terem rolado na quadra de cimento do Centreventos. ?Causou algum constrangimento, porque acharam que os outros lugares eram melhores, mas não era impossível jogar no Centreventos?, despista ele, que também comenta um incidente com uma senhora de Navegantes. ?Não sei se ela quebrou o braço, acho que foi uma luxação. Umas 150 pessoas jogaram e só aconteceu isso com uma. No indoor, um rapaz quebrou o nariz. Quem pratica esporte é sujeito a isso. Lamentamos, mas porque seremos culpados??, finaliza Mano.

  •  

Deixe uma Resposta