• Postado por Tiago

Cuidado: nem toda oferta é um bom negócio

No Brasil liquidação virou moda no mês de janeiro. As ofertas chegam a ser tão atraentes que tem gente que se acotovela pra conseguir o produto e até carrega no braço artigos pesados porque a loja costuma não entregar as mercadorias quando faz queimas de estoque. Mas, o que parece uma oportunidade única, pode não valer tanto a pena e acabar se transformando numa baita dor de cabeça. Por isso, o pessoal da ong associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Pro Teste) e da procuradoria de Defesa do Consumidor de Itajaí tão dando dicas para escapar das liquidações fajutas e evitar compras mal feitas.

A primeira dica já deveria estar na ponta da língua de todo mundo. Mas tem consumidor que insiste em esquecer. Dizem os espertalhões que a compra por impulso, mesmo aquela em que o produto tá com um preço maravilhoso, na maioria das vezes é pura bucha. Se você não tá necessitando do produto, comprá-lo só vai servir pra gastar dinheiro à toa. Também evite comprar em prestações as mercadorias liquidadas. No cartão de crédito, diz o pessoal da Procon de Itajaí, a taxa de juros varia de 10% a 13% e vai acabar deixando o preço salgado demais.

Com defeito é mais barato

As lojas geralmente querem renovar o estoque no começo do ano e os produtos que mais recebem descontos são os com pequenos defeitos. Mas, o problema que fez a mercadoria ficar mais barata não deve prejudicar a utilidade do produto. Por isso, fique ligado na hora da compra e caso leve pra casa uma mercadoria capenga, você pode reclamar em até 90 dias, se for pra produtos duráveis, como geladeiras, e em até 30 dias para os não duráveis, como os alimentos.

Os sabichões da Pro Teste ainda ensinam que na hora de exigir a nota fiscal, devem fazer constar no papéli o detalhe dos defeitos do produto.

Falsa liquidação

Pra escapar das liquidações enganosas a principal arma do consumidor é ter a propaganda em mãos. Na hora da compra leve o panfleto, folder, recorte de jornal ou qualquer outro material em que você bizolhou a promoção. Só assim poderá comprovar que a propaganda foi enganosa e garantir que o produto seja vendido com o preço da liquidação anunciada.

Pela net

O pessoal mais antenado também fica de olho nas liquidações nas lojas virtuais. Neste caso, quando receber o produto em casa analise bem se tá tudo certinho, pra ver se o que foi pedido realmente foi entregue. Caso houver algum problema, o consumidor deve fazer constar da nota de entrega e depois entrar em contato com a loja pra ver o que será feito. O mesmo vale também pras compras por catálogos.

  •  

Deixe uma Resposta