• 27 ago 2009
  • Postado por Tiago

Exames devem demorar mais duas semanas

A diretoria do Laboratório Central (Lacen) jura que na primeira quinzena de setembro o estado começa a realizar os exames pra detectar o vírus H1N1 em suspeitos de terem sido infectados. Segundo o diretor do Lacen, João Daniel Filho, parte das bugigangas necessárias pra fazer o teste já tá instalada. ?Há outra parte que já foi encaminhada para o Brasil. Duas profissionais estão em treinamento no Rio de Janeiro. Elas serão as responsáveis por realizar os exames e por treinar a equipe do Lacen?, conta. Quando tudo estiver funcionando, o Lacen poderá fazer de 60 a 80 exames por dia. A meta é divulgar o resultado em até 72 horas. Por enquanto, os exames são feitos na Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro.

São José abre centro de triagem

Em São José, só ontem é que o centro de triagem foi instalado no centro de atendimento à Terceira Idade (Cati), na avenida Beira Mar. O espaço vai funcionar durante 24 horas pra atender pacientes com suspeita da peste.

De acordo com a secretária adjunta da saúde de São José, Malu Mendonça, médicos, técnicos em enfermagem e enfermeiros trampam em regime de plantão pra manter o centro em tempo integral. ?Separar os suspeitos de gripe dos outros pacientes que procuram os postos de saúde é também uma forma de evitar a transmissão do vírus. Os casos que forem identificados como graves, com suspeita de gripe A, serão encaminhados para internação hospitalar?, conta.

A doença na grande Floripa

São José tem oito casos confirmados. Outros 59 tão em investigação. Na cidade não morreu ninguém por conta da doença. Na Grande Floripa o único registro de morte é o de um adolescente de 17 anos, de Biguaçu, que foi confirmado esta semana. Ele foi a 12ª vítima da doença na Santa & Bela.

INFO-2

  •  

Deixe uma Resposta