• Postado por Tiago

As temperaturas mais baixas e a troca de presentes entre os casais no Dia dos Namorados impulsionam as vendas  e levantam o ânimo dos comerciantes catarinenses.  Apesar de não ter sido atingido diretamente pela crise, o varejo sofreu um baque nos primeiros meses do ano e para o segundo semestre aposta na retomada do crescimento.  A Federação das CDLs de Santa Catarina (FCDL/SC) prevê com o Dia dos Namorados incremento de 2% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado.

Quanto ao Dia dos Namorados cair logo após o feriado de Corpus Christi (11), a entidade acredita que não deve interferir de forma negativa nas vendas.  A linha de perfumaria e cosméticos será a preferida dos casais, seguida pelos celulares e o setor de vestuário, também em alta.

As vendas no comércio também estão sendo alavancadas pela chegada do frio, segundo Sergio Medeiros, presidente da FCDL.  Se as temperaturas mais baixas permanecerem, as previsões são de aumento de 10% nos meses de junho e julho em alguns setores.  “Os maiores beneficiados são os que trabalham com vestuário, itens como cama, mesa e banho, calçados, aquecedores, fogões a lenha”, completa.  O presidente da FCDL diz que, com a chegada do frio nas últimas semanas, o varejo já registra maior movimento e aumento no fluxo de vendas.

  •  

Deixe uma Resposta