• Postado por Tiago

INTERNA_12_base-esquerda_esquina-estrada-geral-baú-baixo_foto-luz-clarita-(1)

Ninguém sabe de quem é a preferencial

O comerciante Pedro Francisco de Souza, 58 anos, mete bronca na falta de segurança no cruzamento entre as avenidas Maria de Lourdes e a Bernardino Francisco de Souza, que é a estrada geral do Baú Baixo, em Ilhota. Faz tempo que ele presencia freadas bruscas e até acidentes naquela esquina. O problema do encontro das avenidas é que não existe nenhum tipo de sinalização de trânsito e os motoras não sabem de quem é a preferência, alerta o comerciante.

Pedro é dono de um material de construções localizado em frente à igreja Cristo Rei e que fica bem pertinho da esquina. ?Ninguém sabe de quem é a preferência, já houve até batida?, conta. O comerciante diz que tem motorista que chega a parar na sua loja para perguntar qual das avenidas é a preferencial, mas nem ele nem seus empregados sabem responder. ?Até o motorista da prefeitura não sabe?, alfineta.

O problema não é de hoje. Pedro afirma que faz quatro anos que o povão do bairro tá pedindo pra prefa uma placa de trânsito que possa indicar quem tem o fluxo preferencial da avenida ou mesmo uma simples placa de pare.

Vereador já fez até pedido

O vereador Roberto Prebianca (PP) também tá cocudo com a situação da falta de sinalização no Baú Baixo. Há cerca de seis meses fez o pedido pra prefeitura para a instalação de placas. O edil admite que aguarda sem muita esperança de ser atendido.

A falta de placas de sinalização de trânsito e de nome de ruas é outro problema. ?Fiz o pedido de placas de identificação, mas até agora não fui atendido. Os moradores ficam perdidos?, afirma.

Só quando a ponte estiver pronta

Valdi Augustinho da Silva, secretário de Obras e Trânsito de Ilhota, reconhece que o pedido de placas foi feito, mas argumenta que a instalação dos sinais esbarra na falta de verbas.

O abobrão esclarece que a preferência é de quem circula pela estrada geral do Baú Baixo, a avenida Bernardino Francisco de Souza. Valdi lembra que há um ano e meio a prefa colocou uma placa no local, que acabou sendo depredada por um sem noção.

O secretário ressalta que quando a ponte sobre o rio Itajaí Açu, que liga o centro da cidade ao Baú Baixo, estiver pronta, a região terá quer ser mais bem sinalizada, já que o trafego de veículos irá aumentar no local. O problema é que a previsão para o término da obra é para daqui a dois anos.

  •  

Deixe uma Resposta