• Postado por Tiago

INTERNA_17_abre_maneca-do-zicão-cuida-de-praça-navegantes_foto-luz-clarita-(4)

Seu Maneca, ao centro, comanda a trupe de vizinhos que voluntariamente mantém a praça nos trinques

Ele não é funcionário da prefa, mas todos os dias bate ponto na pracinha da rua José Estevão Couto, no centro de Navega, para ver se a manutenção tá nos trinques. De dois em dois meses é visto pintando o meio fio daquela rua e da Arnoldo Passos, onde mora. Ontem pediu pra um colega passar a máquina na grama da praça e seguia atrás varrendo a sujeirada. Trabalha voluntariamente e vez por outra coordena um grupo seleto de moradores das antigas para ajudar a manter o lugar, que fica ao lado do campo do União Futebol Clube. Seu Maneca do Zicão, 61 anos, tem no reconhecimento dos moradores o único ganho pelo incansável trabalho que faz em benefício da comunidade.

Dengo-dengo de nascimento, Manuel Sandro da Silva mora há 27 anos perto do campo do União. Em 1995, quando ainda trabalhava na estiva do porto de Itajaí, começou a limpar uma parte do terreno baldio ao lado do campo de futebol. Plantou uma árvore e pôs dois banquinhos. A comunidade começou a frequentar o local, já que faltava praça por ali.

Em 2002, o então prefeito Deba Cabral gostou da ideia de seu Maneca e oficializou o terreno como praça. Mas a prefa só colaborou com os bancos e o calçamento. O pessoal da localidade foi quem plantou e embelezou a pracinha. Tudo com o incentivo de Maneca. Depois de aposentado, aí mesmo é que ele intensificou o trabalho de voluntário.

?Ele cuida, pinta, limpa, capina, tira areia da rua, roça?, conta o comerciante José Bissoli, 57 anos, o seu Juca. Os pais de Juca, Caetano, 90, e Albertina, 85, fazem parte da trupe de vizinhos que ajuda seu Maneca a manter a pracinha um lugar agradável de frequentar. Eles doam o material e seu Maneca põe a mão na massa.

Quem visse ontem a pracinha diria que a prefa tava dando um trato no gramado. Mas que nada. O auxiliar de serviços gerais José Luis da Silva, 45, tava lá ajudando a pedido do colega e vizinho Maneca do Zicão.

?Em vez de tá tomando cachaça e jogando conversa fora, eu fico aqui. Se cada um fizesse um pouquinho, isto aqui estaria muito melhor?, lasca o estivador aposentado, completando: ?Eu não faço pra aparecer nem nada. Faço pra manter bonito o lugar em que vivo?.

Pra seu Maneca. que é respeitado e querido pela vizinhança, a prefeitura tem coisas mais importantes pra fazer e não dá pra ficar esperando a boa vontade dos bagrões. Por ironia, ainda diz que quando a peãozada da prefa limpa a praça faz o serviço mal feito e demora pacas pra terminar a arrumação.

  •  

Deixe uma Resposta