• Postado por Tiago

“Gostaria de aqui deixar relatada minha indignação sobre a Portonave, pois estamos trabalhando há semanas em condições de trabalho duvidosas: 12 horas, sem opção de descanso. A portonave parece aquele desenho… “bananas de pijama”. Ao menos o nome é idêntico ou somos nós os bananas? É agora fiquei na dúvida. Bem, acho que isso devemos pensar muito, pois a situação a qual nos encontramos é muito triste. Triste porque estamos nos desdobrando e desdobrando muito por nada! Absolutamente nada!

O que estamos ganhando em troca de tanto esforço? A resposta deixo por sua conta amigo. Olhe no espelho e veja os anos que se sacrificou por esta empresa e compare com o que ela lhe deu em troca. Tenho certeza que verá apenas as marcas do tempo em sua cara.

O desgaste físico e mental ao qual somos expostos diariamente é imenso, ainda mais nos dias de hoje. Ah! E o sindicato? Este fica tentando nos enganar com essa conversa de que a empresa não sinaliza nenhuma proposta plausível. Claro que não, nossa postura diante de tudo isso é de verdadeiros bananas, esperando sempre algumas migalhas que a empresa nos oferece todos os anos. Situação essa faz mesmo que ela nos trate com desprezo e arrogância. 
Temos que nos impor mais, fazermos com que a Portonave nos trate com mais respeito. Mostrar que ela depende de nós para obter seus lucros.

E esse caminho só tem uma saída, saída essa que todos nós já sabemos: respeito pelo colaborador.”

Ass: A.A.

(Transcrito ipsis litteris)

  •  

Deixe uma Resposta