• Postado por Tiago

Foi assinado nesta semana em Brasília o Termo de Guarda Provisória transferindo trilhos de trem em posse do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT) para a Associação Catarinense de Preservação Ferroviária (Tremtur) de Rio do Sul. A superestrutura ferroviária estava disponível no estado do Rio Grande do Sul, na linha Itaqui – São Borja, desativada desde 1980.

Participaram do ato o Diretor-Geral do DNIT, Luiz Antonio Pagot, o Presidente da TREMTUR, Germano Emílio Purnhagen e a senadora Ideli Salvatti.

 O material será utilizado para revitalizar os 28 quilômetros da extinta Estrada de Ferro Santa Catarina  e também vai viabilizar a criação do Museu Ferroviário Vivo do Vale do Itajaí, naquela que será designada Ferrovia das Bromélias, estimulando assim, o turismo regional. Além disso, o trecho ferroviário dá acesso a Usina Hidrelétrica de Salto Pilão, em construção.

 “A assinatura deste termo é de fundamental importância para a revitalização da ferrovia, que comemorou recentemente o seu centenário de fundação. Além dos passeios turísticos, cercados pelas belezas naturais do Vale do Itajaí, trata-se de um resgate histórico da colonização alemã na região”, destaca Ideli. 

Construída no início do século passado por descendentes alemães, a Estrada de Ferro Santa Catarina foi inaugurada em 3 de maio de 1909 e desativada em 1971.

  •  

Deixe uma Resposta