• Postado por Tiago

Um estuprador nojento caiu nas garras da polícia, ontem de manhã, em Balneário Camboriú. Aparecido Donizete Fumes, 40 anos, é acusado de ter violentado o filho de 11 anos e a filha de 13. A judiaria já vinha rolando há algum tempo e foi descoberta na escola onde as crianças estudam. O traste foi levado pro presídio da Maravilha do Atlântico.

Já fazia algum tempo que o conselho tutelar tinha recebido denúncia de que rolava alguma coisa estranha na casa de Aparecido, que fica na rua Corupá, bairro dos Municípios. Mas foi preciso um lento trabalho de investigação pra comprovar o abuso.

As crianças acabaram deixando escapar detalhes da safadeza de Aparecido na escola onde estudam. O nojento, que era servente de um shóppis chiquetoso, esperava a mãe das crianças pegar no sono pra abusar dos filhos. O colégio e o conselho fizeram um trabalho conjunto pra que as crianças ficassem livres do pai.

Assim que ficou comprovada a judiaria, o menino e a menina foram afastados de casa e levados pra um abrigo. Há duas semanas a dona justa pediu a prisão de Aparecido. Ele foi grampeado ontem, em casa, e não resistiu ao teje preso. Com o sem-vergonha em cana, as crianças vão passar por avaliações de psicólogos e assistentes sociais pra saber se poderão deixar o abrigo.

  •  

Deixe uma Resposta