• Postado por Tiago

O ex-diretor do departamento de Administração Penal (Deap) Hudson Queiroz ainda não tem previsão de receber alta do hospital regional de São José, onde tá internado desde terça-feira. Ele tá lúcido, não precisa de aparelhos pra respirar e já tá agoniado para ir pra casa. Hudson foi vítima de um tiro na barriga, enquanto limpava seu trabuco. A arma teria caído no chão e o disparo por pouco não mandou o coitado pro além.

Hudson é acusado de ter comandado sessões de tortura contra presos de São Pedro de Alcântara. O caso veio à tona em novembro de 2009 e logo ele deixou o cargo no Deap. Desde então, o ex-diretor apresentava momentos de depressão e tava afastado de suas funções na universidade Federal de Santa Catarina (Ufsc). O laudo do acidente deve ser divulgado hoje, o que vai ajudar a polícia a concluir as causas do acidente. A família nega que Hudson tenha tentado se matar. O ex-diretor deve conversar com a puliçada somente após sair do hospital.

  •  

Deixe uma Resposta