• Postado por Tiago

Na Penha, motora dormiu e carreta tombou

INTERNA-POLÍCIA-SETE--ABRE-acidente-reinaldo-schimithausen-018

Queda de contêiner atravancou o trânsito peixeiro mais um pouco

A carroceria do caminhão, placa AIS 3564 (Itajaí), que tava carregado com um contêiner, partiu ao meio na manhã de ontem em plena avenida Reinaldo Schmithausen, nos Cordeiros, deixando o trânsito peixeiro na região virado num alho. Com o peso da carroceria, a cabine levantou e o caminhão ficou parado no meio da avenida, até ser removido por uma empresa especializada.

O motorista João de Souza contou que tava indo em direção ao porto quando sentiu a carreta partindo. Mesmo assim, só viu o estrago que o contêiner tinha provocado quando desceu do cavalinho.

João explicou que como o bruto tinha acabado de passar por uma revisão, o acidente pode ter sido provocado pelo excesso de peso. ?Botaram mais peso do que o caminhão poderia suportar?, acredita.

Com o bruto atravancando o trânsito e a fila aumentando sem parar, os guardinhas do Codetran tiveram que trabalhar pesado para botar ordem na bagaça enquanto a carreta era tirada do caminho. O trânsito naquele trecho ficou concentrado em uma pista só, exigindo atenção e muita paciência dos motoras peixeiros, que costumam ser apressados.

Dormiu

O motorista Paulo Roberto Massaro, 28 anos, bobeou no volante e acabou tombando a carreta, placa ALS 3869 (Curitiba/PR), recheada de iogurte, na BR-101, perto do trevo de acesso ao parque Beto Carrero, na Penha. Era mais ou menos 1h45 de ontem quando Paulo, que passava pelo km 106 da rodovia, deu uma cochilada e perdeu a direção do bruto. Por sorte, o motora saiu do acidente só com alguns lanhados.

  •  

Deixe uma Resposta