• Postado por Tiago

nao-fosse-isso-era-quase_mailA partir de fragmentos da poesia de Paulo Leminski: “Não fosse isso / e era menos / Não fosse tanto / e era quase”, 12 artistas reúnem em um mesmo espaço uma instalações, intervenções e performances, com abertura no dia 14 de agosto, sexta-feira, às 20 h, no Empório Mineiro na Lagoa da Conceição.

Uma das principais propostas da curadora Kamilla Nunes está em levar a arte ao público não-iniciado, utilizando espaços pouco convencionais para uma mostra de arte, geralmente realizada em museus, galerias e outros espaços institucionais direcionados à cultura.

Durante a abertura em um dos cafés mais populares da Lagoa da Conceição, todo o espaço será coberto com ideias e propostas de cada artista. Performance, fotografia, plotagem na escadaria, desenhos no ponto de ônibus, cardápios de restos e aquário de santos e buda são só alguns exemplos do que poderá ser percebido, ou não, pelos frequentadores do espaço.

Com isso, muitas obras não ficam visíveis a um primeiro olhar, mas podem ser capturadas, dependendo da permanência e da percepção das pessoas no ambiente onde elas se encontram. E uma tentativa para tentar amenizar o não-entendimento da arte contemporânea, cada artista, descreve em poucas linhas sobre os seus próprios projetos, na tentativa de elucidar prováveis questionamentos observados por um público leigo.

O coletivo conta com a presença dos artistas Augusto Benetti, Claudia Lira, Debora Pazetto, Fê Luz, Giorgio Filomeno, Jorge Luiz, Juliana Crispe, Leandro Serpa, Letícia Weiduschadt, Marina Borck, Silmar P e Teresa Siewerdt.

De 14 de agosto a 10 de setembro, de segunda a sábado, das 8h às 22h. Domingo, das 12h às 21h, no Empório Mineiro Café – Via Lagoa Shopping. Rua Henrique Veras do Nascimento, 240 / Loja 106 A. Lagoa da Conceição, Florianópolis.  (48) 3232-0931  (48) 3232-0931 .

  •  

Deixe uma Resposta